Cirurgia plástica de redução de mamilos é nova tendência, mas não é indicado às gestantes ou lactantes


A polêmica cirurgia de redução dos mamilos já é uma tendência nos Estados Unidos e promete conquistar muitos adeptos no Brasil em 2017, não só as mulheres, como também os homens.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o procedimento é recomendado para pacientes que se queixam do crescimento das mamas por conta do desequilíbrio hormonal, causado pelo uso de anabolizantes, amamentação ou fatores genéticos.

A modelo brasileira Solange Gomes, incomodada com o tamanho avantajado dos mamilos, já se mostrou interessada em realizar o procedimento. A dançarina se sentia desconfortável quando usava roupas mais decotadas ou sutiã sem bojo, pois ficava com os “faróis acesos”.

O cirurgião plástico Dr. Marco Cassol explica que o procedimento é bastante solicitado em conjunto com outras intervenções como redução das aréolas e lifting de mamas. “A busca por um corpo simétrico faz com que as mulheres realizem correções também no tamanho da aréola. A técnica não altera a sensibilidade e nem prejudica a amamentação”, comenta o médico.

O procedimento de redução de mamilos é bastante simples e pode ser realizado no consultório médico com anestesia local. Os pontos cirúrgicos são removidos após uma semana. O pós-operatório inclui alguns cuidados diários como o uso do sutiã adequado e repouso.  Atividade física, banho de mar e piscina devem ser evitados nos primeiros 15 dias. “A cirurgia não é indicada para mulheres que estão grávidas ou amamentando”, adverte o especialista.

Seja o primeiro a comentar on "Cirurgia plástica de redução de mamilos é nova tendência, mas não é indicado às gestantes ou lactantes"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*