Sabesp mostra o longo percurso da água até as nossas casas

Sistema Cantareira faz parte do roteiro oferecido a estudantes sobre o abastecimento, desde a captação, tratamento até a distribuição

Para mostrar como a água é captada, tratada e distribuída, a Sabesp mantem um programa de visitas aberto a estudantes do Ensino Médio. Nesse longo percurso dos mananciais até as residências, a água passa antes por estações de tratamento (ETAs) para que chegue à população em condições de ser consumida.

Na Região Metropolitana de São Paulo, os estudantes do Ensino Médio podem conhecer o Sistema Cantareira. Durante a visita, são repassadas informações sobre o uso racional da água, preservação e dicas de consumo.

O programa inclui visita à represa Paulo de Souza Castro, formada pelo Rio Juqueri, a estação de bombeamento Elevatória Santa Inês (ESI), no Município de Mairiporã, e a Estação de Tratamento de Guaraú. As visitas ocorrem de segunda a sexta-feira e o transporte fica a cargo do solicitante.

Litoral

Em Santos, o Palácio Saturnino de Brito também recebe visitas. Lá, a Sabesp mantém exposição de fotos sobre a história do saneamento no município, o acervo técnico da companhia e o mobiliário utilizado pelo sanitarista santista Saturnino de Brito (1864-1929), considerado pioneiro na área de engenharia sanitária e ambiental no Brasil.


Seja o primeiro a comentar on "Sabesp mostra o longo percurso da água até as nossas casas"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*