Órgãos de trânsito intensificam fiscalizações em vias do DF


Evitar tragédias como a ocorrida na L4 no último fim de semana é um dos objetivos do Maio Amarelo. Governador lamentou o acidente e manifestou indignação com quem coloca em risco a vida de outras pessoas no trânsito

Evitar acidentes como o ocorrido no último domingo (30), que vitimou duas pessoas na L4 Sul, está entre os focos do movimento Maio Amarelo. “Toda vida perdida, especialmente uma perda que poderia ser evitada, é extremamente lamentável”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, em atividade de vacinação na Escola Classe 302 Norte nesta quarta-feira (3).

“Manifesto minha indignação com a falta de civilidade de quem está fazendo pegas no trânsito, colocando em risco a vida das pessoas”, completou Rollemberg, ao destacar a jornalistas o reconhecimento de Brasília pelo respeito à faixa de pedestres e a intensificação das blitze no sentido de punir os que infringem as leis.

“Manifesto minha indignação com a falta de civilidade de quem está fazendo pegas no trânsito, colocando em risco a vida das pessoas”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Neste mês, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e a Polícia Militar intensificam as fiscalizações em vias da capital. Iniciado na segunda-feira (1º), o Maio Amarelo conta com ações de conscientização e tem o objetivo de chamar a atenção para o alto índice de mortos e feridos no trânsito.

Dados do Detran-DF apontam que, em 2016, foram contabilizadas 1.424 infrações por disputa, competição ou exibição em vias públicas. Neste ano, até abril, foram 489. Os números também apontam que, nos quatro primeiros meses de 2017, 4.228 motoristas foram autuados por dirigir sem a habilitação — uma média de 35 por dia.

Já de acordo com o DER-DF, foram 4.093 autos relacionados à alcoolemia (presença de álcool no sangue), do início do ano até abril, em rodovias distritais. Quanto ao não uso de cinto de segurança, houve 4.276 autos. O número de condutores inabilitados flagrados foi de 1.461 até o quarto mês deste ano.

Durante a conversa com jornalistas, Rollemberg ressaltou que houve diminuição de 44 para 14 mortes em acidentes de trânsito na comparação de abril de 2016 com o mesmo período de 2017.

300
Número de ações educativas previstas para maio, com foco na segurança de condutores, passageiros, pedestres e ciclistas

“Ainda é muito. Queremos evitar completamente toda e qualquer morte. Entendo que nós temos capacidade de, com civilidade, urbanidade, inteligência e direção defensiva, passar meses sem ter vítimas fatais no trânsito de Brasília.”

A expectativa para maio é reduzir ainda mais o número de mortes no trânsito, de acordo com a Polícia Militar. “Vamos reforçar a fiscalização das infrações de trânsito que podem impactar na integridade física e na vida das pessoas”, informou o comandante do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), coronel Alexandre de Souza Oliveira.

Reforço nas blitze do Detran-DF

Neste mês, além das fiscalizações de rotina, o Detran-DF fará 1,2 mil operações com foco na embriaguez ao volante, na falta do cinto de segurança e no uso do celular pelo motorista.

Também haverá combate à condução de veículos por pessoas não habilitadas ou com o documento vencido. Serão, aproximadamente 100 blitze, 550 operações de patrulhamento e 550 operações de pontos de demonstração em locais previamente selecionados.

Ações educativas no Maio Amarelo

Na parte educativa, mais de 300 ações estão previstas, com foco na segurança de condutores, passageiros, pedestres e ciclistas. Haverá cerca de 50 blitze educativas e 60 palestras itinerantes, além de distribuição de cartilhas.

A Polícia Militar manterá campanhas educativas em pontos de bloqueio e atuará na orientação de condutores. O transporte pirata também está na mira da corporação.

Condutores envolvidos em acidentes de trânsito

Nos últimos dois dias, o Detran-DF flagrou cinco condutores com a carteira de habilitação suspensa. Entre eles, um que foi suspenso em setembro do ano passado e acumula 108 pontos na habilitação e outro que estava com o direito de dirigir suspenso desde março e que já foi preso por dirigir sob efeito de álcool.

Apenas na madrugada desta quarta-feira (3), em operação na Esplanada dos Ministérios, próximo ao Congresso Nacional, a autarquia autuou 16 condutores por dirigirem após a ingestão de bebida alcoólica.

De acordo com um levantamento da Gerência de Estatística do Detran-DF, em 2016, 513 condutores se envolveram em acidentes com mortes, sendo que 26% deles (135) não eram habilitados. Os dados mostram ainda que 14.056 motoristas se envolveram em acidentes de trânsito com feridos. Desses, 2.297 eram inabilitados.

Seja o primeiro a comentar on "Órgãos de trânsito intensificam fiscalizações em vias do DF"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*