Escrituras conferem legalidade a terrenos de igreja em Samambaia

O pastor Rinaldo Alves recebeu das mãos do governador Rodrigo Rollemberg as escrituras que regularizam dois terrenos da Igreja Assembleia de Deus do Planalto Central. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília
Entrega dos documentos foi feita pelo governador Rodrigo Rollemberg na noite desta terça-feira (9). Desde 2015, 56 templos foram beneficiados em Brasília

Diretamente das mãos do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, e do presidente da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), Júlio César Reis, o pastor Rinaldo Alves recebeu as escrituras que regularizam dois terrenos da Igreja Assembleia de Deus do Planalto Central, em Samambaia.

A cerimônia ocorreu na noite desta terça-feira (9), no templo da QS 107, Conjunto 5, Lote 1, da região administrativa.

Durante o evento, Rollemberg discursou sobre a prioridade do governo em regularizar lotes e terrenos no Distrito Federal. “Da mesma forma que estamos entregando escrituras para as igrejas, estamos entregando para pessoas. São mais de 26 mil [documentos entregues] no nosso governo”, disse.

Ele reforçou o compromisso de sua administração com a legalidade. “Tenho convicção que uma cidade melhor é também uma cidade regularizada e legalizada. Ficamos muito felizes ao ver uma luta de muitos anos de igrejas que querem ter segurança jurídica para exercer atividades tão importantes para a sociedade.”

“Ficamos muito felizes ao ver uma luta de muitos anos de igrejas que querem ter segurança jurídica para exercer atividades tão importantes para a sociedade”Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Em agradecimento, o pastor Alves falou para os fiéis e para as autoridades presentes. “Nesta noite, estamos felizes e maravilhados. Agora estamos recebendo as escrituras e entrando na legalidade depois de 25 anos de espera.”

Júlio César reforçou a importância da regularização de templos religiosos. “Nós, homens públicos, construímos as cidades, mas vocês constroem a espiritualidade do homem e fazem a diferença para a comunidade. Essas escrituras possibilitam que vocês continuem com segurança jurídica para desenvolver esse trabalho tão bonito.”

“Nossa vida espiritual e religiosa é muito importante. As igrejas precisam ter a garantia do Estado de que não serão molestadas”, explicou o secretário das Cidades, Marcos Dantas, que também participou da cerimônia.

Para atender a demandas com mais de 20 anos de instituições religiosas e de assistência social, o governo de Brasília usa a Lei Complementar 806, de 2009, como parâmetro para regularizar terrenos de templos ocupados antes de 31 de dezembro de 2006. Desde 2015, 56 escrituras foram entregues em Brasília.

Seja o primeiro a comentar on "Escrituras conferem legalidade a terrenos de igreja em Samambaia"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*