Governo e moradores assinam acordo para retomada das obras do Tucunduba


Dezenas de moradores da passagem Boa Esperança, às margens do canal do Tucunduba, no bairro do Guamá, em Belém, participaram de uma reunião na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), na manhã desta quinta-feira, 11. A reunião foi para esclarecer dúvidas e assinar o acordo individual que garante o pagamento de auxílio moradia às 73 famílias que serão remanejadas da área, para continuidade das obras do projeto de saneamento do Tucunduba.

A diretora de relações comunitárias da Sedop, Bernadete Costa, esclareceu que cada família identificada previamente para remoção, receberá o auxílio moradia mensal, no valor de R$ 523,45, por um período de três meses (maio, junho e julho). “A prefeitura de Belém é parceira do governo do estado nesse projeto e esse é o prazo previsto para entrega do Residencial ‘Viver Melhor Primavera’, que está sendo construído pela prefeitura, no bairro do Tapanã, e é pra onde essas famílias serão remanejadas”, explicou Bernadete.

Após assinar o acordo, a catadora Helena Furtado de Lima, 44 anos, que vive com quatro filhos e três netos numa pequena casa na beira do canal, acredita que dias melhores virão para ela e a família. “Esse auxílio do governo vai ajudar a gente até que o nosso apartamento fique pronto. Eu já visitei o local do novo residencial e com certeza vai ser um lugar melhor pra viver. Vamos sair do alagado”, disse ela emocionada.

A remoção dessas 73 famílias, para posterior retirada das casas construídas irregularmente sobre o canal, é fundamental para a continuidade das obras do projeto Tucunduba. Orçada em cerca de R$ 35 milhões, essa segunda etapa do projeto foi retomada em janeiro/2016 e envolve uma área de cerca de 800 metros, no trecho que vai da Rua São Domingos até a Rua dos Mundurucus e deve ser concluída em maio de 2018.

Além da abertura e pavimentação das pistas laterais, construção de calçadas e ciclofaixas, a obra também inclui a drenagem e dragagem do canal, tubulação de esgoto e a construção de três pontes de concreto e uma passarela metálica. Mais de 250 mil famílias vivem hoje ao longo da bacia Tucunduba, considerada a segunda maior bacia hidrográfica da capital e que atravessa cinco bairros: Guamá, Universitário, Terra Firme, Canudos e Marco.

Seja o primeiro a comentar on "Governo e moradores assinam acordo para retomada das obras do Tucunduba"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*