Colombo apresenta projeto de nova edição do Fundam para 21 municípios do Oeste


Em mais uma rodada de apresentação do projeto da segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam 2), na manhã desta sexta-feira, 26, foi a vez da região de Chapecó conhecer a proposta que prevê R$ 700 milhões para investimentos em todos as cidades catarinenses. O governador Raimundo Colombo apresentou a iniciativa em reunião com representantes da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc).

O governador Colombo destacou que ao contemplar todos os 295 municípios do Estado, o Fundam favorece a boa distribuição demográfica de Santa Catarina, o que contribuiu para o equilíbrio do desenvolvimento econômico catarinense de forma conjunta. “O Fundam é um programa que beneficia todos, mas que faz diferença principalmente para as médias e pequenas cidades, garantindo que também tenham recursos para executarem obras locais que elas mesmo escolheram. Isso contribui para a promoção da qualidade de vida em cada uma destas cidades”, defendeu Colombo.

O projeto para a segunda edição do Fundam já está na Assembleia Legislativa e o investimento previsto para esta nova rodada é de R$ 700 milhões, como importante medida para dinamizar a economia catarinense. Depois de lançado oficialmente, as equipes das prefeituras farão um trabalho em conjunto com as Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) na elaboração dos projetos, dentro das características previstas para depois apresentar aos gestores do programa.

Na primeira edição, foram distribuídos R$ 606 milhões para investimentos nos municípios catarinenses, em diferentes áreas, especialmente saúde, educação, saneamento básico e infraestrutura. O destino do investimento foi uma decisão de cada município, modelo que será repetido nesta segunda edição. Como cada município podia apresentar até dois projetos, foram assinados 453 convênios, que possibilitaram a compra de 976 equipamentos, máquinas e veículos, a realização de 56 obras e a pavimentação de 1.358 ruas, o que corresponde a 538 quilômetros lineares pavimentados. “Conseguimos fazer muita coisa, de forma muito mais rápida e em todas as regiões, o que comprova que o modelo do programa está certo”, acrescentou o governador.

Para as nove cidades que fazem parte da Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó, foram distribuídos R$ 13 milhões na primeira edição do Fundam. Chapecó, por exemplo, recebeu R$ 3,7 milhões para pavimentação do acesso ao Distrito de Alto da Serra. E Coronel Freitas recebeu R$ 1,8 milhão, aplicados na revitalização da Avenida Santa Catarina e na pavimentação asfáltica de diferentes ruas da cidade.

Agora todos poderão novamente ser contemplados. A proposta do Fundam 2 já tem o aval do governo federal e da diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O gerenciamento e controle do programa devem ficar com o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a exemplo do que ocorreu na primeira edição.

A reunião desta sexta-feira foi o quarto de um total de 21 encontros. Os demais estão programados para as próximas semanas, contemplando todas as regiões do Estado. “São reuniões de serviço, para discutir o Fundam 2 e garantir o mesmo bom rendimento que tivemos na primeira edição”, afirmou Colombo. Antes de Chapecó, o governador já fez apresentações em Mafra, Tubarão e Jaraguá do Sul.

Nesta reunião da Amosc, participaram representantes de 21 municípios. São eles: Águas de Chapecó, Águas Frias, Arvoredo, Caxambu do Sul, Chapecó, Cordilheira Alta, Coronel Freitas, Formosa do Sul, Guatambu, Irati, Jardinópolis, Nova Erechim, Nova Itaberaba, Pinhalzinho, Planalto Alegre, Quilombo, Santiago do Sul, São Carlos, Serra Alta, Sul Brasil e União do Oeste. Na primeira edição do Fundam, os repasses para estas 21 cidades somaram R$ 28 milhões.

Deputados, prefeitos e lideranças da região também acompanharam a reunião.

Seja o primeiro a comentar on "Colombo apresenta projeto de nova edição do Fundam para 21 municípios do Oeste"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*