Fotógrafo acreano tem obras apresentadas em exposição no Irã

Foto está sendo exposta na mostra The Family of Man, no Irã (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

“Isso é o que eu faço para a vida. Não é apenas uma questão de trabalho, faço porque amo, e ser reconhecido é muito legal ”, diz o fotógrafo acreano Alexandre Cruz Noronha, 28 anos, que foi selecionado, entre diversos profissionais, para apresentar sua obra em uma exposição no Irã.

A exposição The Family of Man, organizada pela Everyday Brasil, em parceria com a Everyday Golshahr, é promovida de 23 a 26 de maio, na Andishe Gallery, espaço ligado a Afghanistan House Art in Golshahr (Irã).

Inserido no universo das imagens há oito anos, Alexandre Noronha atua como repórter fotográfico na Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), trabalho que lhe permitiu uma imersão no Festival Yawa, realizado pelo povo indígena Yawanawá do Rio Gregório, em Tarauacá, local do clique exibido na exposição.

“Foi a primeira fez que participei de um festival indígena, um sonho que tinha havia vários anos. A foto selecionada foi uma das primeiras que fiz lá, porque cheguei bem no meio da abertura, então saí correndo, tive que subir o barranco ‘voado’ [apressado]. Inclusive, quando fiz a foto e olhei, pensei: ‘Que foto massa’”, relembra Noronha.

Além de Alexandre, outros 24 fotógrafos brasileiros e 25 iranianos participam da exposição.

As fotografias de Noronha, publicadas na rede social Instagram, geraram o convite, em 2016, para que compusesse o time de profissionais da Everyday Brasil – organização de fotógrafos do Brasil.

Trajetória

Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Acre (Ufac), Alexandre Cruz Noronha sempre se interessou pelo mundo das imagens, mas nunca tinha tido intimidade com a câmera.

Descobriu sua vocação quando realizou estágio na assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC). “Achei que fosse aprender a escrever, descobri meu amor pela fotografia e resolvi estudar”, destacou o fotógrafo, que dissertou em sua monografia sobre o trabalho de João Roberto Ripper.

“Na academia sempre me interessei muito sobre o assunto, tanto que participei de diversos eventos na área de fotografia. Foi lá, e com apoio dos professores, que descobri minha habilidade com a câmera”, salientou.

Atualmente Noronha está entre os fotógrafos mais conceituados do Acre. Paralelamente ao trabalho de repórter fotográfico, também administra a empresa “Aquele Casal Fotógrafo”, com a mulher Deyse Cruz Noronha.

Projeções fotográficas

Em 2014, a produção de Noronha também foi exibida na Universidade Jorge Tadeo Lozano, em Bogotá, na Colômbia, durante a exposição “Trabajos y los Días”.

Seu trabalho também foi apresentado na comemoração de 30 anos da Associação Fotoativa, em Belém (PA).

A sutileza e a precisão de seu olhar também lhe renderam a exposição de suas obras em Salvador (BA), durante o Encontro Norte Nordeste de Fotografia (Ennefoto); na Roda de Fotógrafos, em Curitiba (PR); no Sarau Chatô, promovido no Hípica Hall, em Brasília (DF); uma exposição em São Paulo (SP) e em inúmeras mostras no Acre.

Foto vencedora do Prêmio do MP/AC (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

Publicações

Entre as publicações destacam-se a participação de seu trabalho no Catálogo sobre Processos Fotográficos Alternativos, promovido pelo Pium Fotoclube (AC), em parceria com o Coletivo Filé de Peixe (RJ) e Coletivo Espírito dos Sais (RS).

E ainda o livro “Entre Olhares”, que contém fotografias da capital acreana, Rio Branco. Outra ação do Pium Fotoclube.

Prêmios

Os prêmios conquistados por Alexandre estão na categoria Fotojornalismo: prêmio de fotografia durante a Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom Norte), em 2011 e o Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Acre, em 2012.

Em 2014, foi finalista do concurso latino-americano de fotografia documental “Trabalhos y los Días”, na categoria Trabalhadores Migrantes. “Considero esse o mais importante, pois fui finalista de um concurso supertradicional. O único brasileiro da categoria a chegar na final”, ressaltou.

Conheça um pouco mais do trabalho de Alexandre Cruz Noronha:

Seja o primeiro a comentar on "Fotógrafo acreano tem obras apresentadas em exposição no Irã"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*