Sala de situação monitora e permite planejamento de ações em tempo real

Um sistema de monitoramento online capaz de gerenciar os principais movimentos de todo o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG). A Sala de Situação, ativa há 10 dias, vem permitindo, em tempo real, acompanhar: a internação e a alta, o tempo de permanência, qual a origem (cidades e bairros) dos pacientes atendidos, além do gerenciamento de todos os 274 leitos.

Tudo isso tem possibilitado a tomada rápida de decisões que refletem – de imediato – nos serviços e na assistência da maior unidade de saúde pública do RN. O apoiador do Núcleo de Assistência e Qualidade Hospitalar (NAQH), Denis Job, explica que o sistema de monitoramento é complementado por três painéis eletrônicos que correlacionam dados alimentados por diversos setores assistenciais do Walfredo Gurgel. “É um trabalho de constante acompanhamento.

Através destes painéis nós sabemos a queixa do paciente, a hora que ele deu entrada, quais os leitos com maior tempo de permanência, como foram classificados (de acordo com a classificação de risco), entre outras informações importantes”. O sistema ainda permite a visualização caso a caso, mostrando se os pacientes que foram assistidos estão de acordo com o perfil do hospital. “É um trabalho inovador, uma ação estratégica que – até o momento – eu desconheço haver em outra unidade de saúde do Nordeste, com este nível de atuação, aliando tecnologia e assistência hospitalar”, afirma a gerente do projeto de informatização da empresa Salux e desenvolvedora dos painéis de Business Intelligence utilizados na sala de situação, Cristina Emerenciano.

Ela também afirma que grande parte do sucesso alcançado até agora pelo novo serviço, tem sido alcançado graças ao empenho dos funcionários dos diversos setores do hospital como enfermagem, recepção, internamento, classificação de risco e que tem alimentado o sistema. “Sem o registro correto dessas informações, esse trabalho não seria possível”, destacou.

Há pouco mais de 10 dias em produção oficial (o lançamento da regulação aconteceu no último dia 15, durante uma coletiva com a imprensa local), os primeiros índices obtidos através da sala de regulação já mostram melhorias na redução do número de 15% no total atendimentos a pacientes classificados com a cor verde e azul (baixa complexidade). “Estávamos fazendo uma média de 250 a 300 atendimentos dia e cerca de 7.000/mês. Desde que lançamos a regulação, já reduzimos em 15% essa média diária de novos boletins gerados. E isso é muito positivo para nós, porque já conseguimos sentir esse impacto, por exemplo, no número de macas nos corredores.

Nesta sexta-feira, temos apenas 12 pacientes em macas nas áreas de circulação. No início do mês, chegamos a ter 107”, afirma a diretora geral do HMWG, Maria de Fátima Pereira Pinheiro. Ainda segundo a Cristina, o trabalho de monitoramento dentro do HMWG não termina com a sala de situação. A cobertura do acompanhamento das ações do hospital será expandida, a médio prazo. O próximo passo, será a gestão de suprimentos. “Faremos o acompanhamento das aquisições, controle de chegada e saída de suprimentos”, adianta


Seja o primeiro a comentar on "Sala de situação monitora e permite planejamento de ações em tempo real"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*