Operação conjunta do governo resgata dois corpos

Uma aeronave Caravan turbo hélice, contratada pelo Governo do Estado, resgatou dois corpos de garimpeiros que morreram na região do Tatuzão, Terra Indígena Yanomami, no Alto Uraricoera, município de Alto Alegre.

A operação, que iniciou às 6h30 desta terça-feira (30), contou com a participação da Polícia Civil, CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar), Casa Militar e IML (Instituto Médico Legal). Mais um corpo será transportado e deve chegar a Boa Vista até o início da noite.

A região é de difícil acesso, mata fechada e de pouca visibilidade. O trajeto via aérea é de 1h10 somada a 1h30 de deslocamento de barco até a pista de pouso. Um dos corpos é do jovem Lucas Vieira da Silva, de 24 anos, que morreu afogado durante o fim de semana após ingerir bebida alcoólica e ter mergulhado no rio Uraricoera. O outro corpo era do garimpeiro Manoel Fernandes da Costa, de 64 anos de idade, morto a tiros na madrugada desta terça-feira, dia 30.

Inicialmente a operação era para resgatar o corpo de Lucas, mas, ao chegar ao local, a equipe se deparou com um homicídio. “Ouvi os tiros. Estava tudo muito escuro e quando cheguei perto dele [Manoel Fernandes] ele disse: ‘atiraram em mim’”, revelou, ainda abalada, a esposa de Manoel, Maria do Socorro, que estava de passagem na região, para conhecer o local de trabalho do marido. “Essa febre do garimpo matou ele”, lamentou. Ele vivia há dois anos na região, extraindo minérios.

Segundo o adjunto da Casa Militar do Governo, tenente coronel Elias Santana, as famílias das vítimas buscaram apoio junto ao governo para o transporte dos corpos e imediatamente foi montada a logística. “A área é de difícil acesso e demandamos tempo para planejar e lançar a operação, mas todos os recursos foram disponibilizados e a operação foi coroada de êxito”, disse, ao adiantar que os restos mortais de um outro garimpeiro morto e sepultado na região ainda serão resgatados.

OUTROS CORPOS

As equipes do governo que foram deslocadas para a área dos crimes constataram na região a possibilidade de haver mais corpos sepultados. Foi iniciada investigação para confirmação ou descarte, mas até o momento não há a certeza. “Se essa informação for verídica, será constatada e os policiais civis e agentes do IML que lá se encontram, adotarão as medidas necessárias que o caso requer”, disse o tenente coronel Santana.


Seja o primeiro a comentar on "Operação conjunta do governo resgata dois corpos"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*