Projeto de concessão do Arenaplex é apresentado ao público

Os estudos técnicos para o projeto de concessão do Arenaplex — Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, Ginásio Nilson Nelson e Complexo Aquático Cláudio Coutinho — foram apresentados ao público pela primeira vez, na manhã desta terça-feira (30). Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Estudo feito por empresa habilitada no processo de parceria público-privada indica a construção de boulevard para atrair a população e a inclusão de Brasília no calendário nacional de eventos como os principais passos a serem seguidos

Os estudos técnicos para o projeto de concessão do Arenaplex — Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, Ginásio Nilson Nelson e Complexo Aquático Cláudio Coutinho — foram apresentados ao público pela primeira vez, na manhã desta terça-feira (30). O encontro ocorreu no auditório da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap).

A proposta é conceder o conjunto esportivo por 35 anos, renováveis por outros 35 anos. A ideia é potencializar a capacidade do Mané Garrincha de ser o palco de grandes eventos, reformar o Nilson Nelson para também poder receber jogos e shows, além de manter o uso social do Claudio Coutinho. A publicação do edital de licitação da parceria público-privada está prevista para o fim de julho.

O investimento inicial do concessionário será de R$ 80 milhões na revitalização dos espaços. Além disso, ele deverá assumir os gastos do governo de cerca de R$ 8,5 milhões por ano com a manutenção do espaço, e pagar outorga anual de R$ 5 milhões para a Terracap, dona do terreno.

“Ao deixar de gastar com a manutenção e arrecadar com a outorga da concessão, o governo e a população de Brasília têm um ganho de cerca de R$ 13,5 milhões”André Gomyde, diretor de Novos Negócios da Terracap

“Ao deixar de gastar com a manutenção e arrecadar com a outorga da concessão, o governo e a população de Brasília têm um ganho de cerca de R$ 13,5 milhões”, observou o diretor de Novos Negócios da Terracap, André Gomyde.

Em contrapartida, o concessionário pode explorar comercialmente os equipamentos esportivos e as cerca de 7 mil vagas de estacionamento.

Construção de boulevard visa garantir circulação de pessoas no Arenaplex

A construção de um boulevard — espécie de praça — em frente ao Mané Garrincha visa melhorar o paisagismo em volta do empreendimento e aumentar a circulação de pessoas. O investimento da iniciativa privada seria de cerca de R$ 200 milhões.

Segundo o CEO da Dubois & Co. — empresa habilitada no processo para ser responsável pelos estudos —, Richard Dubois, a iniciativa tem base em ideias de Lucio Costa (urbanista que projetou Brasília) de instalar aparelhos de lazer acessíveis e integrados próximo ao Eixo Monumental.

“O boulevard é o coração do projeto, porque garante o fluxo constante de pessoas em um local que pode ter cinema, teatro, entre outros empreendimentos fora de dias de grandes eventos”Richard Dubois, CEO da Dubois & Co.

“O boulevard é o coração do projeto, porque garante o fluxo constante de pessoas em um local que pode ter cinema, teatro, entre outros empreendimentos fora de dias de grandes eventos”, explicou Dubois.

Processo do Arenaplex vai passar por audiência e consulta públicas

A apresentação de hoje é mais um passo na garantia de transparência do processo, iniciado em março de 2016 com publicação do edital de chamamento público para procedimento de manifestação de interesse.

Em 15 de junho, ocorre uma audiência pública, onde empresários interessados em investir no projeto, órgãos de controle e a população em geral vão poder ter acesso mais uma vez ao projeto.

Na mesma época, a Terracap vai deixar disponível, por 30 dias, para consulta a minuta do edital de licitação na internet, antes da publicação do documento definitivo no Diário Oficial do Distrito Federal.

Seja o primeiro a comentar on "Projeto de concessão do Arenaplex é apresentado ao público"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*