Segurança mantém operação Interagências em presídio de Rio Branco

Militares do Exército Brasileiro permanecem no presídio até quarta-feira, 31 (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), com apoio das Forças Armadas, segue com uma operação no Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco. A ação Interagências (Estado e União) tem o objetivo de apreender armas, drogas e outros materiais ilícitos no interior do presídio.

Durante a investida, os reeducandos não têm contato com os militares do Exército Brasileiro, sendo removidos pelos agentes penitenciários e policiais do Estado para que as Forças Armadas promovam uma minuciosa vistoria nas celas com detectores de metais, minas e celulares.

“Não há qualquer contato das tropas federais com os apenados, e que isso fique claro. Aí entra a importância da atividade integrada”, destaca o general José Eduardo Leal de Oliveira, comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva.

Aproximadamente 600 pessoas atuam na operação deflagrada na segunda-feira, 29, que inspeciona também o presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro Alves.

Participam da operação as polícias Civil e Militar, Polícia Federal (PF-AC), Polícia Rodoviária Federal (PRF-AC), Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) e Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC).

O secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, acompanha in loco a ação integrada. Ele lembra que o presídio tem mais de três mil apenados, o que torna impossível fazer em apenas um dia toda essa inspeção.

“É o que nós dizíamos: essa operação vai se prolongar ao longo dos próximos dias e se trata de mais uma ação de combate à criminalidade. Nossa intenção é que a atividade se estenda também a todos os presídios do Acre”, disse Farias.

Solicitação do governo do Acre

A presença do Exército Brasileiro nas unidades prisionais busca garantir a lei e a ordem e foi autorizada por meio do decreto federal de 17 de janeiro de 2017, que autoriza o serviço em todo país. A ação conjunta atende solicitação do governo do Estado do Acre junto aos ministérios da Defesa e da Justiça.

As autoridades que coordenaram a ação farão um pronunciamento à imprensa nesta quarta-feira, 31, às 17 horas, para apresentar o material apreendido durante a varredura. A coletiva de imprensa será realizada no Círculo Militar, em Rio Branco.

Seja o primeiro a comentar on "Segurança mantém operação Interagências em presídio de Rio Branco"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*