Obras de prevenção de enchentes avançam na Grande São Paulo

Governador Geraldo Alckmin visita as obras do desassoreamento Rio Tietê

Alckmin iniciou novo trecho de desassoreamento no rio Tietê e inaugurou ciclovia no Parque Várzeas do Tietê, em Guarulhos

 

As obras do Governo do Estado de combate às enchentes na capital seguem a todo vapor. Nesta quarta-feira (31) o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica) deu início às obras de desassoreamento em mais um trecho do rio Tietê, no trecho entre o córrego Três Pontes, divisa de São Paulo com Itaquaquecetuba, e a Barragem da Penha.

Com este novo trecho, o DAEE está realizando obras em 120 quilômetros do rio Tietê. O governador Geraldo Alckmin acompanhou o início das obras e entregou mais um trecho de 8 quilômetros de Via Parque e 14 quilômetros de ciclovia do Parque Várzeas do Tietê, em Guarulhos.

As obras de desassoreamento vão prevenir enchentes e beneficiar 10 municípios da Grande São Paulo, de Mogi das Cruzes à Santana de Parnaíba. No trecho de 25 quilômetros iniciado nesta quarta-feira serão investidos R$ 39,6 milhões. O DAEE espera remover do local 500 mil m³ de sedimentos (areia, argila e materiais não inertes) e lixo depositados no fundo do canal.

“Essa é a hora de evitar enchentes, aproveitar a seca, limpar e dragar o rio, avançar as obras e nos prepararmos para o período do próximo verão”, afirmou Alckmin. As obras devem se prolongar pelos próximos 10 meses. No total dos 120 quilômetros de desassoreamento do rio Tietê, serão investidos R$ 139,7 milhões, com retirada estimada de 1,4 milhão m³ de sedimentos.

Ciclovia

Alckmin também entregou nesta quarta-feira mais um trecho de oito quilômetros de Via Parque (estradas de acessos) e 14 quilômetros de ciclovias no Parque Várzeas de Tietê, em Guarulhos, no percurso que compreende a Barragem da Penha até a altura do quilômetro 13,5 da rodovia Ayrton Senna, sentido capital. É o segundo trecho de Via Parque e Ciclovia do Parque Várzeas do Tietê, que já conta com 15 quilômetros de extensão.

Piscinão

Ainda na região do Parque Várzeas do Tietê, o governador fez uma vistoria técnica das obras de construção do Piscinão do Canal de Circunvalação do Parque Ecológico do Tietê, que são canais escavados ao longo das divisas do núcleo Engenheiro Goulart, na zona leste. A função desses canais é interceptar os córregos e galerias de águas fluviais, de modo a evitar que águas contaminadas cheguem às lagoas de preservação do parque.

Alckmin fez um balanço da importância das obras para Guarulhos, São Paulo e Região Metropolitana. “Entregamos mais 14 quilômetros de ciclovia às margens do Rio Tietê, em Guarulhos, oito quilômetros de Via Parque e 64 mil mudas de árvores nativas plantadas no Parque Várzeas do Tietê. Com o prefeito Guti (Gustavo Henric Costa), de Guarulhos, fomos vistoriar o piscinão, um dos grandes piscinões de São Paulo. Temos as obras de circunvalação, que evitam enchentes e protegem os bairros, além do início da dragagem do Rio Tietê, entre a Barragem da Penha até o córrego Três Pontes, na divisa de Itaquaquecetuba com São Paulo”, afirmou.

O Governo do Estado está investindo R$ 67,4 milhões na construção do piscinão e na canalização do Canal de Circunvalação do Parque Ecológico do Tietê. A execução das obras é de responsabilidade do DAEE.


Seja o primeiro a comentar on "Obras de prevenção de enchentes avançam na Grande São Paulo"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*