Sobe para 97 o número de cidades catarinenses atingidas por vendaval e chuva


O último relatório divulgado pela Defesa Civil de Santa Catarina, às 8h desta sexta-feira, 9, mostra que subiu para 97 o número de municípios prejudicados pela chuva e pelos ventos fortes. Ao todo, 31.729 pessoas foram atingidas. Segundo o relatório anterior, divulgado às 17h de quinta-feira, eram 93 cidades e 31,6 mil pessoas afetadas de alguma forma pelos eventos climáticos.

O número de desalojados e desabrigados continua o mesmo:21.631 pessoas transferidas para casas de parentes ou amigos e 2.667 atendidas em abrigos públicos. Até o momento, houve estragos em 9.163 residências.

“Geralmente, os meses do final de outono são mais secos e mais frios. O que ocorreu no final no mês de maio foi excepcional. Choveu quase 3,5 vezes acima do que é esperado para o mês de maio. A chuva seguiu nesta primeira semana de junho, causando esse transtorno grande ao estado. Só nos primeiros 8 dias de junho, choveu duas vezes mais do que o previsto para o mês”, explica o meteorologista Marcelo Martins, da Epagri/Ciram.

Abrigos:

Lages: 6 abrigos com 406 pessoas
Rio do Sul: 22 abrigos com 1.079 pessoas
Rio do Oeste: 3 abrigos com 186 pessoas
Laurentino: 4 abrigos com 87 pessoas
Agronômica: 1 abrigo com 97 pessoas
Taió: 2 abrigos com 24 pessoas
Correia Pinto: 6 abrigos com 88 pessoas
Ituporanga: 9 abrigos com 121 pessoas
Otacílio Costa: 1 abrigo com 21 pessoas
Lontras: 5 abrigos com 255 pessoas
Tangará: 1 abrigo com 11 pessoas

Ocorrências:

6 registros de vendaval
10 registros de alagamento
11 registros de enxurrada
15 registros de chuva intensa
26 registros de inundação
45 registros de deslizamentos

Barragens (leitura das 8h de 09/06):

– Vale Sul
* Montante: 31.28m
* Jusante: 2.15m
* Lâmina vertedouro: 0,28m
* Comportas abertas: 5
* Comportas fechadas: 0
* Canal extravasor: fechado
* Tempo: bom
* Pluviometria: 0.0mm
* Reservatório: 100%

– Vale Oeste

* Montante: 19.18m
* Jusante: 7.50m
* Comportas abertas: 7
* Comportas fechadas: 0
* Canal extravasor: fechado
* Tempo: nublado
* Pluviometria: 0.0mm
* Reservatório: 70%

– Vale Norte: (18h)

* Montante: 14.60m
* Jusante: sem régua
* Comportas abertas: 0
* Comportas fechadas: 2
* Tempo: chuvoso
* Reservatório: 14%

Nível dos rios:

* Taió: 7.08m
* Rio do Oeste: 7.64m
* Ituporanga: 2m
* Rio do Sul: 7.65m

Frio em SC

A frente fria que trouxe chuva forte para algumas regiões do estado na quinta-feira está sendo substituída por uma massa de ar frio e seco, que faz as temperaturas diminuírem no estado. “O frio ainda não chegou tão intensamente em SC, mas isso deve ocorrer ao longo desta sexta-feira”, explica Martins.

Segundo a Epagri/Ciram, há chance de neve em SC nesta sexta-feira, entre às 10h e às 19h, nas áreas altas do Planalto Sul. A Central de Meteorologia ainda chama a atenção para um ciclone no oceano que deixa o mar agitado no Litoral. As ondas atingem cerca de 2m, com picos de 2,5m a 3m, sendo mais altos no Sul da Ilha. O mar está desfavorável para pequenas e médias embarcações.

O meteorologista ainda afirma que as regiões do Oeste e Serra devem registar temperaturas abaixo de 0ºC a partir de sábado. Também há possibilidade de geada ampla a partir da madrugada deste sábado no Oeste, Meio-Oeste, Planaltos, Alto Vale do Itajaí, região serrana de Florianópolis e áreas altas do Litoral Sul de SC.

Pode haver retorno de chuva no estado no meio da próxima semana, mas nada de grandes volumes como houve nas últimas semanas.

Recomendações da Defesa Civil SC:

Geada: agricultores deverão tomar medidas preventivas.

Frio Intenso: atenção com população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. Procurar abrigo aquecido. Além disso, abrigar animais domésticos nas noites mais frias. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, em virtude das doenças causadas pelo frio (gripe, resfriados, pneumonia, meningite) é essencial tomar medidas simples como manter-se bem agasalhado, beber bastante água e evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas, além da higiene frequente das mãos. Essas medidas são de grande valia na prevenção destas doenças, ressaltando que crianças e pessoas idosas são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio e devem estar mais atentas.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros no número 193.

Seja o primeiro a comentar on "Sobe para 97 o número de cidades catarinenses atingidas por vendaval e chuva"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*