Estado pavimenta rodovia que era de chão e beneficia 300 mil pessoas

O governador Beto Richa entregou neste sábado (10) a obra de 26 quilômetros da PR-459 – entre o distrito de Dois Pinheiros, em Pinhão, até Reserva do Iguaçu, no Centro-Sul do Paraná. Cerca de 300 mil moradores dos dois municípios e da região são beneficiados pelas obras. Pinhão, 10/06/2017 Foto: Orlando Kissner / ANPr

O governador Beto Richa entregou neste sábado (10) a obra de 26 quilômetros da PR-459 – entre o distrito de Dois Pinheiros, em Pinhão, até Reserva do Iguaçu, no Centro-Sul do Paraná. Cerca de 300 mil moradores dos dois municípios e da região são beneficiados pelas obras.

Este trecho da rodovia era de terra e a pavimentação era uma antiga reivindicação da população. O Governo Estado investiu R$ 30 milhões na obra, que dará mais segurança aos motoristas e mais agilidade ao escoamento da produção agrícola. A rodovia é uma importante via de deslocamento de pequenos agricultores que abastecem grandes cooperativas, como a Agrária e a Coamo.

“Governar é abrir estradas”, destacou o governador Beto Richa, parafraseando o presidente Washington Luis. Richa disse que colocou a obra de pavimentação da PR-459 como uma prioridade do Governo. “As cidades que têm mais ligações asfálticas e mais entroncamentos rodoviários são as mais desenvolvidas. É para garantir esse desenvolvimento que investimos fortemente na melhoria e na modernização da infraestrutura do Estado, sobretudo a rodoviária”, disse.

Richa lembrou que o Paraná possui mais de 500 km de duplicação de rodovias, entre obras entregues e em desenvolvimento, e mais de 12 mil km de conservação de rodovias, desde 2011. “Tendo estrada, facilita a vinda de mais investimentos privados, com o interesse de instalação de empresas e indústrias. A estrada reduz o valor de fretes, dá mais segurança ao transporte escolar, aos agricultores, ao escoamento da safra, encurtando caminhos e ligando pessoas”, disse. “No ano passado, tivemos um investimento recorde de R$6,7 bilhões e para este ano garantimos cerca de R$8 bilhoes em investimentos. Somos o único Estado que utiliza 15% do seu orçamento para investimentos”, completou.

PONTES

Ao longo dos 26 quilômetros do trecho foram feitos trabalhos de drenagem, terraplenagem, conformação geométrica da rodovia (melhorias no traçado, deixando a rodovia mais segura), compactação e colocação de asfalto. Além disso também foram feitas duas pontes e acostamentos em alguns trechos da rodovia.

Sobre o rio Capão Grande foi construída uma nova ponte com 60 metros de comprimento, nove metros de largura e 64 vigas de sustentação da estrutura. A antiga ponte tinha somente uma faixa de circulação, já a nova foi adequada com circulação em ambos os sentidos, inclusive com áreas exclusivas para os pedestres.

O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, destacou que o Governo do Estado se sensibilizou com as dificuldades enfrentadas pelos moradores da região. “É mais uma obra importante para duas cidades que se interligam e para o todo o Estado, pois atende duas grandes cooperativas que contribuem para o desenvolvimento do Paraná, que é a Coamo e a Agrária. Essa rodovia traz segurança e desenvolvimento econômico e social para a região”, disse.

Sobre o rio Lajeado Torres, a ponte foi alargada e modernizada passando a ter nove metros de largura, com duas faixas de circulação e passeio para pedestres nos dois lados, guarda-corpos e defensas foram instalados para aumentar a segurança dos motoristas e moradores.

Morador de Reserva do Iguaçu, Edson Mendes de Campos, 77, conta que o trajeto entre os dois municípios não podia ser feito de carro. “Era o sonho de nós, moradores, a construção dessa estrada. Fui o primeiro prefeito do município, em 1997, e desde então lutamos para essa obra e estamos muito felizes com ela pronta”, disse. Ele lembrou que quando o município foi emancipado não tinha estrada e esse caminho era feito a cavalo. “Eu tinha uma grande esperança de sair esse asfalto”.

TURISMO

Segundo o prefeito de Pinhão, Odir Gotardo, a pavimentação da rodovia vai ajudar também a incentivar o turismo na região. “As cooperativas, os agricultores e produtores rurais, têm uma grande perspectiva no segmento do turismo e essa estrada é um instrumento muito importante para a nossa região. Muita gente batalhou por essa obra que se concretiza agora e que vai significar muito mais do que os mais otimistas imaginaram”, disse.

Pinhão tem mais de 32 mil habitantes e mais de 50% dos moradores estão nos seis mil quilômetros de área rural que o município possui. “As possibilidades e oportunidades da região se dividirão em antes e depois dessa obra”, disse.

MENOS TEMPO – Como a estrada era de terra, muitos motoristas desviavam a PR-459 e passavam pela BR-373, por Candói, depois a BR-277 até chegar a Guarapuava. Com a conclusão da pavimentação a distância entre Reserva do Iguaçu e Guarapuava diminuiu em cerca 20 quilômetros para quem opta por seguir pela PR-459. Além de economizar tempo de viagem, os motoristas evitam o movimento intenso das BRs 373 e 277.

O prefeito de Reserva do Iguaçu, Sebastião Almir Caldas de Campos afirmou cerca de 50% dos oito mil habitantes do município vivem na zona rural. “O município é extremamente agrícola e todos os moradores de Reserva e Pinhão serão beneficiados. É um percurso que demorava bastante para ser feito e, em dias de chuva, ficava intransitável porque carretas ficavam encalhadas, além de dar muita despesa para o município com manutenção.”

O agricultor Jerônimo Borcat, 74, morador de Reserva do Iguaçu, afirma que o trajeto que faz praticamente todos os dias até a Cooperativa Coamo, em Pinhão, demorava cerca de duas horas. “Agora em 40 minutos fazemos esse trajeto com caminhão carregado. É uma diferença muito grande para nós agricultores”, afirmou.

João Maria da Silva, 49, é encarregado de uma fazenda em Reserva do Iguaçu que escoa a produção de milho, soja, cevada e trigo para a Cooperativa Agrária, em Pinhão, pela PR-459.

“Essa obra vai nos beneficiar no transporte, baratear o frete com menos desgaste de caminhão. Era um sonho que está sendo realizado. Era desgaste com pneu, quebra de veículos, muito transtorno e esse sonho antigo se torna realidade”, disse.

PRESENÇAS

Participaram da cerimônia de inauguração da rodovia o secretário Chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; o secretário Chefe da Casa Militar, coronel Elio de Oliveira Manoel; deputados estaduais Bernado Carli, Cristina Silvestri, Guto Silva, Luiz Corti; diretor técnico do DER, Amauri Medeiros; prefeitos de União da Vitória, Santin Roveda, e de Mangueirinha, Elidio Zimermonn; diretor-presidente da Copel Geração, Sergio Luiz Lamy; Presidente da Câmara de vereadores de Reserva do Iguaçu, Juarez Senoski; ex-prefeito de Pinhão, Dirceu de Oliveira; e ex-prefeito de Reserva do Iguaçu, Julio Ribeiro.

Seja o primeiro a comentar on "Estado pavimenta rodovia que era de chão e beneficia 300 mil pessoas"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*