Brilho e muita alegria no 26º Arraial do Anauá


No Dia Nacional do Quadrilheiro Junino, comemorado nesta terça-feira, 27 de junho, as apresentações do Concurso de Quadrilhas do 26º Arraial do Anauá foram um dos pontos altos da festa.

Quatro agremiações juninas, duas do grupo de acesso e duas do grupo especial, fizeram exibições no anfiteatro do Parque Ananuá, enchendo de cores e de alegria o tablado e encantando a plateia.

Até sexta-feira, dia 30, as 24 quadrilhas juninas terão mostrado o trabalho desenvolvido nos últimos seis meses e serão avaliadas pelos 11 especialistas, com conhecimentos de dança, de arte e de história, entre outros, nos quesitos: casamento, animador, coreografia figurino, música, tema, animação, casal de noivos e evolução.

A primeira a se apresentar nesta terça-feira foi a Quadrilha Matuta Encantá, do município do Cantá, Na sequência, subiu ao tablado a Coração do Sertão, do município de São Luiz do Anauá. Ambas do grupo de acesso. Representando o grupo especial, as quadrilhas Explosão Caipira e Perdidos na Roça se apresentaram logo depois.

Ellen Yasmim Bezerra, de 15 anos, em 2017 completa dez anos de apresentações na Quadrilha Coração do Sertão. É uma veterana, apesar da pouca idade. Uma das damas dos 16 pares da dança coletiva, ela mostrou otimismo minutos antes da exibição.

“Estamos ensaiando há seis meses e estávamos aguardando para fazer uma bela apresentação aqui no Parque Anauá”, ressaltou.

Com o tema “Danço no Ritmo do Sertão”, a Coração do Sertão, segundo o responsável pela agremiação, João da Cruz, resgatou os ritmos antigos do São João. Criada em 2004, a quadrilha participa de competições desde 2009. Reconhecendo a qualidade dos competidores, João da Cruz disse que espera classificação e manutenção de espaço no grupo de acesso.

De acordo com a assessora da Secretaria de Cultura, Janaína Rodrigues, a participação dos grupos juninos do interior é um avanço que teve o apoio do governo estadual. “O objetivo do Governo de Roraima é expandir cada vez mais esse movimento cultural que é muito forte no Estado”, ressaltou.

As apresentações da dança coletiva, que teve origem na França do século XVII, chegou ao Brasil na década de 1820 e tornou-se popular no século XIX, atraem um público variado que se encanta com figurinos, cenários e enredos criativos, além da dança tradicional e de seus personagens emblemáticos.

A adolescente Jozieli Telma assistiu às apresentações pela segunda noite consecutiva e achou o espetáculo “inspirador”. A dona de casa Leiliane Oliveira acompanhou as exibições pela primeira vez neste ano e considerou “maravilhosas”.

Até sexta-feira, milhares de pessoas terão apreciado as histórias e os bailados proporcionados por uma das atrações mais tradicionais do Arraial do Anauá. No sábado, dia 1º, ocorre a apuração dos resultados e no domingo, 2 de julho, as campeãs se apresentam no término da festa.

PREMIAÇÃO – A premiação do grupo especial será de R$ 23 mil, sendo R$10 mil para a primeira colocada; R$8 mil para a segunda, e R$5 mil para a terceira. Para o grupo de acesso, o total de premiação será de R$16 mil.

A campeã receberá R$8 mil, a segunda colocada, R$5 mil, e terceira, R$3 mil. Haverá também prêmios para os destaques nas categorias melhor casal de noivo, melhor música e melhor animador.

PROGRAMAÇÃO – O 26º Arraial do Anauá começa todos os dias às 17 horas com a programação da Tenda Literária, com show do palhaço Grampinho, atividades de pinturas, leitura, contação de estórias e sorteio literário.

No Anfiteatro, às 19h, começa o concurso de quadrilhas, com a apresentação da Rede Cidadania Atenção Especial. Às 19h30, Luar do Sertão, seguido da São Vicente, Garranxé e Escola Forrozão.

No palco alternativo, às 21 horas, apresentação do grupo Forrozão Pizada Quente. No Forródromo, às 22h, Sabá do Kateretê e a meia noite, banda Arikê. O 26º Arraial do Anauá encerra no dia 2 de julho.

Seja o primeiro a comentar on "Brilho e muita alegria no 26º Arraial do Anauá"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*