Operação Verão garante a queda nos índices de criminalidade no município de Salinópolis

O excesso de velocidade dos veículos que trafegaram no município de Salinópolis, no nordeste paraense, foi a infração mais registrada pelos agentes que trabalham na operação "Verão Seguro 2017”, deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) em todo o Estado. FOTO: RODOLFO OLIVEIRA / AG. PARÁ DATA: 02.07.2017 SALINÓPOLIS - PARÁ

O excesso de velocidade dos veículos que trafegaram no município de Salinópolis, no nordeste paraense, foi a infração mais registrada pelos agentes que trabalham na operação “Verão Seguro 2017”, deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) em todo o Estado. Somente no sábado, 1º de julho, 650 motoristas foram flagrados pelo radar portátil utilizado nas fiscalizações de trânsito que integram as ações da operação.

Apesar do excesso dos motoristas, o balanço estatístico da Segup que compara as ocorrências registradas no mesmo período nos anos de 2016 e 2017 apontou, no primeiro final de semana das férias escolares, a queda nos índices de criminalidade no município, mantendo-se, por exemplo, nenhum registro de homicídio em Salinas nos dois anos.

Os resultados mostram, ainda, a queda nos crimes de furto, que passaram de 12 (2016) para sete (2017), assim como a redução nos registros de roubo: de três para um. Os casos de lesão corporal também caíram para zero este ano, sendo que em 2016 foram seis ocorrências, e as notificações de ameaça passaram de quatro para nenhum registro este ano. Já o crime de estelionato foi de zero para um registro.

Uma ocorrência de tráfico de drogas foi registrada na sexta-feira, 30. Adailton Dias de Oliveira foi preso na praia do Atalaia, por agentes da Polícia Militar que trabalhavam na distribuição das bendeirolas de sinalização das praias e que perceberam a atitude suspeita de Adailton, que já havia sido preso em 2013 e em 2015 pelo mesmo tipo de crime.

As prisões por alcoolemia também tiveram redução. Em 2016 foram quantificados 14 casos, que em 2017 caíram para seis. Segundo o superintendente da Polícia Civil na região Bragantina, delegado Luciano Cunha, a redução dos registros dos crimes em Salinas é consequência de um trabalho integrado que foi realizado um final de semana antes do início do veraneio, “por meio do cumprimento de mandados de prisão e operações de fiscalização de trânsito e em bares, além de incursões policiais em locais estratégicos”, explicou.

Nós três dias, uma equipe da Delegacia de Meio Ambiente (Dema) realizou fiscalização voltada ao combate de crime de poluição sonora na praia do Atalaia e na orla do Maçarico. À frente da operação, o delegado Arthur Nobre explicou que durante o dia é permitido o som em até 55 decibéis. À noite será permitido 50 decibéis. “Primeiramente, o dono do som é advertido. Caso insista em permanecer com o som acima do permitido, o equipamento é apreendido e realizado um Termo Circunstanciado de Ocorrência, com pena que varia de seis meses a dois anos”, detalhou.

O secretário adjunto da Segup, coronel André Cunha, disse que no próximo final de semana haverá reforço no contingente de agentes de segurança em Salinópolis, já que “a cada final semana aumenta o fluxo de veranistas no município, o que requer maior atenção nas ações de prevenção e combate aos crimes nos locais que mais recebem veranistas”, enfatizou.

Seja o primeiro a comentar on "Operação Verão garante a queda nos índices de criminalidade no município de Salinópolis"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*