Funcionários assumem postos e parques do Estado retomam visitação

Parque Estadual Rio Preto

Parques passaram por readequações e agora todos os funcionários são servidores da MGS

 

 

As unidades de conservação estaduais de Minas Gerais retomam o atendimento normal ao público. Após um período em que algumas tiveram seu funcionamento comprometido em função da redução temporária do quadro de funcionários, todas as reservas ambientais estão abertas, segundo o Instituto Estadual de Florestas (IEF).

O Parque Estadual do Rio Preto, na região do Vale do Jequitinhonha, e o do Itacolomi, em Ouro Preto e Mariana, foram os últimos a reabrir para os visitantes após um período fechados. O Parque do Sumidouro, em Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, onde está localizada a Gruta da Lapinha, também está com visitação normal.

“Todas as unidades de conservação que possuem infraestrutura para receber visitantes já normalizaram essa atividade”, afirma o diretor de Unidades de Conservação do IEF, Henri Dubois Collet. “Em breve, todos os funcionários assumirão seus postos e todas as atividades estarão sendo cumpridas em sua totalidade”, completa.

O IEF contratava duas empresas que empregavam os funcionários (guias, monitores ambientais, vigias, zeladores) que prestavam serviços nas unidades de conservação estaduais. O contrato venceu e o quadro de trabalhadores passou a ser composto integralmente por servidores da Minas Gerais Administração e Serviços S.A (MGS). Um concurso público foi realizado em março e 508 funcionários foram selecionados.

Minas Gerais possui um total de 91 unidades de conservação que garantem a proteção de 2,3 milhões de hectares de áreas nos três biomas encontrados no Estado: Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado.


Seja o primeiro a comentar on "Funcionários assumem postos e parques do Estado retomam visitação"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*