Gatlin vence na despedida de Bolt nos 100 metros rasos; jamaicano fica em 3º

Gatlin é abraçado por Bolt depois de vencer a final dos 100 metros rasos do Mundial de LondresFranck Robichon/EPA/EFE/Direitos Reservados)

Com o bronze na prova dos 100 metros rasos do Mundial de Atletismo de Londres, a lenda jamaicana Usain Bolt deu hoje (5) adeus às pistas nas provas individuais. Tricampeão da prova, recorde ao lado de Carl Lewis e Maurice Greene, “o raio”, desta vez, ficou atrás dos norte-americanos Christian Coleman, que ficou com a prata, e do grande rival dos últimos tempos Justin Gatlin, que levou o ouro.

Ovacionado pela torcida que lotou Estádio Olímpico de Londres, Bolt largou mal, como de costume na carreira, se recuperou ao longo da prova mas não o suficiente para subir ao alto do pódio. Já Gatlin, vaiado todas as vezes que foi anunciado, conseguiu superar a torcida, uma largada ruim e dar o troco da derrota que teve para Bolt no mundial de Pequim, quando ficou com o segundo lugar.

O norte-americano Gatlin reverencia Bolt após a final da prova dos 100 metros rasos no Mundial de Londres (EFE/Direitos reservados)

Gatlin reverencia Bolt após a final da provaFranck Robichon/EPA/EFE/Direitos Reservados

Com o resultado, aos 35 anos de idade, Gatlin entra para a história como o atleta mais velho a vencer a prova mais rápida do atletismo. Esse é o segundo ouro do norte-americano, o anterior foi conquistado há 12 anos, em Helsinque, na Finlândia, em 2005.

Bolt, velocista com mais vitórias de todos os tempos, encerra definitivamente a carreira no próximo sábado (12). Pela manhã, ele deve disputar as eliminatórias do revezamento 4x100m da Jamaica, em busca do pentacampeonato da prova. A última oportunidade de assistir à lenda das pistas em ação será no mesmo dia, às 17h50, horário de Brasília, na final.

Seja o primeiro a comentar on "Gatlin vence na despedida de Bolt nos 100 metros rasos; jamaicano fica em 3º"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*