Brasília recebe tratamento mais efetivo para doença mais comum da próstata


Hospital Santa Luzia, da Rede D’or é o primeiro do DF a oferecer a tecnologia para HBP: condição que afeta mais de 14 milhões de brasileiros

Brasília adotou uma técnica menos dolorosa e mais efetiva para tratar pacientes com aumento da próstata: a vaporização do órgão. O procedimento é feito com anestesia, dura cerca de 40 minutos e exige em média 24 horas de observação. A terapia convencional é cirúrgica e prevê pelo menos um mês para recuperação do paciente.

Conhecida como hiperplasia benigna (HBP), a condição atinge cerca de 14 milhões de brasileiros – de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia – e não tem relação com o câncer, porém, está relacionada a um crescimento anormal da glândula, que obstrui a uretra, podendo causar problemas no sistema urinário. Entre os sintomas mais comuns da HBP estão: vontade frequente de urinar – principalmente durante a noite, dificuldade para iniciar a micção e jato de urina fraco.

Tratamento mais efetivo com laser verde

De acordo com o urologista, Dr. Alcides Mosconi Neto, a condição geralmente não causa dor e alguns exames preventivos podem ajudar na detecção da doença. “Estima-se que mais de 30% dos homens acima de 50 anos necessitarão de algum tipo de tratamento durante a vida e por isso tratamentos inovadores ajudam na busca pela qualidade de vida após o tratamento”, explica.

A tecnologia com laser verde consegue tratar uma próstata seis vezes maior que o normal, é mais rápida, evita sangramentos e não oferece risco para pacientes cardíacos. Além disso, o tratamento de vaporização da próstata por meio do laser reduz o tempo de internação e recuperação.

“A terapia a laser é um dos tratamentos mais seguros e avançados para HBP disponíveis no Brasil. Seus diferenciais estão relacionados principalmente ao pós-operatório e ao fato de ser indicado para pacientes cardíacos”, explica o especialista.

Hospital Santa Luzia oferece treinamento para médicos 

O Hospital Santa Luzia, da Rede D’or é o primeiro do DF a oferecer a tecnologia a laser para tratar a HBP. Nos dias 11 e 12 de agosto, o hospital oferecerá treinamento para os médicos da região que será ministrado pelo urologista do Centro de Referência da Saúde do Homem de SP, Dr. Alcides Mosconi Neto.

O lançamento contará com aula teórica para os médicos e duas cirurgias assistidas no dia 12. “O Hospital Santa Luzia busca sempre aliar tecnologia de ponta com melhor benefício ao paciente e a terapia com laser verde é mais um investimento nesse sentido. Todo o processo, desde a internação até o retorno aos afazeres, acontece de forma rápida, preferencialmente sem a necessidade de UTI”, finaliza Diogo Mendes, urologista do hospital e responsável pelo treinamento dos médicos que operam o equipamento.

Seja o primeiro a comentar on "Brasília recebe tratamento mais efetivo para doença mais comum da próstata"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*