Saúde reorganiza urgências e emergências nos hospitais


Com a mudança, profissionais que atuam nessas áreas devem estar vinculados diretamente a elas. Medida vai ajudar, por exemplo, na organização dos plantões

As áreas de urgência e emergência da rede pública de saúde do Distrito Federal terão profissionais diretamente vinculados a elas. Antes, os servidores que atuam nesses setores eram lotados em outras gerências dos hospitais. De acordo com a Secretaria de Saúde, isso dificultava, por exemplo, o acompanhamento das escalas de plantão.

Segundo a pasta, essa reorganização permite também que os serviços tenham recursos próprios — a chamada sala de custo próprio. Assim, será possível saber quantos profissionais compõem a equipe, quanto se gasta nas áreas e como é feito o controle das folhas de ponto.

Com a reorganização, será possível saber quanto se gasta nas áreas de urgência e emergência e como é feito o controle das folhas de ponto

O coordenador de Atenção Especializada, da secretaria, Fernando Uzuelli, acredita que a medida vai contribuir para melhorar a eficiência do atendimento nas unidades de saúde.

“Os processos de trabalho estavam vinculados a centros de custos de outras unidades, como as gerências de enfermagem e de medicina cirúrgica”, justifica o servidor.

Previstas na Portaria nº 408, as mudanças também estabelecem atendimento em livre demanda — sem necessidade de agendamento — para quatro especialidades: trauma e emergências médica, pediátrica e obstétrica. A determinação vale para os prontos-socorros dos hospitais e para as unidades de pronto-atendimento (UPAs).

Seja o primeiro a comentar on "Saúde reorganiza urgências e emergências nos hospitais"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*