Semana do Pimentão, em Planaltina, começa nesta quarta (16)


Festa vai até sábado (19) no Núcleo Rural Taquara, com foco na capacitação técnica. Produto do DF abastece mercados consumidores do Centro-Oeste, do Norte e do Nordeste do País

Com entrada gratuita, a 19ª Semana do Pimentão começa nesta quarta-feira (16), no Núcleo Rural Taquaraem Planaltina. A programação prevê cursos e palestras para os produtores rurais durante a semana e festa e cavalgada no sábado (19), data de encerramento.

Programação da Semana do Pimentão 2017, em Planaltina

O evento marca a colheita do legume da safra 2016-2017. É também o momento para a troca de informações sobre melhorias do cultivo no território brasiliense.

O público esperado é de 80 participantes por dia nas capacitações. Já na festa e nos shows, a expectativa é de 400 pessoas.

Produção de pimentão no DF é mais que o dobro da média nacional

A produção local de pimentão é a que mais incorpora tecnologia no País, uma vez que se vale de técnicas modernas de irrigação, como o gotejamento, e de estruturas como estufas.

“Hoje, o DF produz cerca de 120 toneladas de pimentão por hectare, produtividade bastante superior à média nacional, de 50 toneladas por hectare”, compara o gerente local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) Taquara, Fabiano Carvalho.

Divulgação de técnicas para combate de pragas

A edição deste ano tem como foco a divulgação de técnicas para combate de pragas, a exemplo da traça-do-tomateiro e do ácaro-rajado. Este atinge a maioria das espécies de hortaliças e causa o amarelecimento das folhas da planta. Com isso, a produtividade cai de 600 para 150 caixas por estufa.

No caso da traça-do-tomateiro, a preocupação é pelo fato de tomate e pimentão serem da mesma família, a Solanaceae. As doenças que atacam um cultivo podem contaminar o outro por meio do solo.

O debate também será sobre incidência de doenças oportunistas, aumentada por culpa da escassez hídrica. “O objetivo da semana é confraternizar, mas também capacitar tecnicamente o produtor para enfrentar pragas e efeitos climáticos”, defende Carvalho.

Pimentão do DF chega ao Norte e ao Nordeste

Planaltina é a região administrativa que concentra a produção de pimentão no território brasiliense, em razão de os produtores terem se organizado em cooperativa. Com isso, a venda é facilitada.

O produto originário do DF abastece o mercado local, e o excedente segue para as Centrais de Abastecimento de Goiânia e Anápolis. De lá, ele é vendido para Amazonas, Pará, Rondônia e Tocantins, no Norte; Maranhão, no Nordeste; e Mato Grosso, no Centro-Oeste. A cotação no mercado atacadista de Goiás alcança R$ 50 a caixa com 10 quilos.

Estados que compram o pimentão produzido no DF

A cultura do pimentão é bastante delicada, porque exige cuidados com nutrição e controle de pragas. As estufas se apresentam como recurso para evitar o aparecimento de doenças fúngicas e bacterianas.

O sistema por gotejamento, por sua vez, faz com que a aplicação de adubo ocorra por meio da água de irrigação, técnica que diminui o custo de mão de obra para os agricultores.

A área plantada nesta safra é cerca de 15% menor do que a do período anterior. São 55 hectares de cultivo de pimentão — 20 em estufa e 35 em campo aberto. A redução se deveu ao ataque de pragas e à crise econômica.

Seja o primeiro a comentar on "Semana do Pimentão, em Planaltina, começa nesta quarta (16)"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*