Confira dicas para utilizar as plantas medicinais de maneira segura


Poder da natureza: veja plantas medicinais que podem ser utilizadas em casa para solucionar dores e problemas de saúde no dia a dia

 

 

Os medicamentos desenvolvidos a partir de plantas mostram o enorme poder da natureza para curar doenças. Para divulgar alguns métodos, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo ensina a forma segura para o uso de plantas medicinais. Mas, vale salientar que mesmo com os remédios caseiros, a avaliação médica é imprescindível.

A pesquisadora Sandra Maria Pereira da Silva, da Apta, explica que a fitoterapia tende a ser segura e eficiente. “Todo mundo deveria conhecer estas plantas e utilizá-las com os devidos cuidados. É preciso avaliar se a planta é fresca e de fonte segura com a devida identificação botânica, ter atenção na coleta e manipulação, bem como evitar exageros e o uso prolongado”, disse.

Além dos cuidados, é recomendável a procura por um profissional de saúde para prescrever as receitas das plantas medicinais. Pois as substâncias não deixam de ser remédios.

Abaixo as informações fazem parte da publicação “Construindo o Programa de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Município de Pindamonhangaba-SP”, da secretaria. Trabalho esse que é baseado em informações do “Formulário de Fitoterápicos – Farmacopeia Brasileira”, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Veja algumas plantas que podem ser utilizadas em casa para solucionar dores e problemas de saúde comuns no dia-a-dia.

Planta: Babosa (Aloe vera)

Para que serve?

– Cicatrizante no tratamento de queimaduras
– Lesões e afecções de pele
– Queda de cabelo e seborreia
– Picada de inseto
– Acne
– Machucados e feridas

Como utilizar?

Uso externo
Usa-se o sumo fresco, aplicado diretamente, ou com uma parte cortada da própria folha. Atenção: antes de ser cortada, a folha deve ser lavada

CONTRAINDICAÇÕES: Não deve ser utilizado internamente em gestantes, lactantes, crianças e pessoas com varizes, afecções renais, apendicites, cistites, prostatites, disenterias e durante a menstruação.

 

Planta: Tansagem (Plantago major)

Para que serve?

– Inflamação da boca e faringe (estomatites, aftas, gengivite, inflamações de dente, amigdalite, faringite, sinusite)
– Infecções oculares (conjuntivite, terçol)
– Afecções de pele (abcessos, feridas, espinhas, acne, furúnculo, úlceras, queimaduras, feridas em mama, assadura e picada de inseto)
– Aparelho digestivo (acidez estomacal, inflamação de intestino)
– Inflamações de útero e ovários

Como utilizar?

Fazer um chá em infusão com uma colher de sopa de folhas secas trituradas para 500ml de água fervente
Tomar uma xícara de chá três vezes ao dia
Pode ainda fazer aplicação no local afetado ou bochechos e gargarejos três vezes ao dia

 

Planta: Espinheira Santa (Maytenus ilicifolia)

Para que serve?

– Problemas gástricos e digestivos
– Prevenção de úlceras
– Azia

Como utilizar?

Fazer um chá em infusão com duas xícaras (café) de planta seca picada em 1 litro de água fervente
Tomar uma xícara antes das refeições
CONTRAINDICAÇÕES: Não utilizar em crianças menores de 6 anos ou em grávidas até o terceiro mês de gestação, pois promove a redução do leite.

 

Planta: Boldo baiano (Gymnanthemum amygdalinum)

Para que serve?

– Dores
– Distúrbios do fígado e estômago
– Insuficiência hepática
– Supressão de gases intestinais

Como utilizar?

Fazer um chá em infusão com uma colher de sopa em 150ml de água fervente
Utilizar uma xícara de chá três vezes por dia, antes das principais refeições

Seja o primeiro a comentar on "Confira dicas para utilizar as plantas medicinais de maneira segura"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*