Emater-DF oferece aulas de produção de alimentos para agricultura familiar


Empresa pública tem 17 cursos gratuitos abertos para o público por ela assistido. A moradora de Sobradinho Carla Burin aprendeu a fazer produtos sem glúten e sem lactose

Em uma chácara a 17 quilômetros do centro de Brasília, Carla Burin, de 40 anos, e sua família trabalham com a mão na massa. Ela atuou por muitos anos como servidora pública, mas resolveu se dedicar à produção familiar.

A agricultora e os pais dela — João, de 77 anos, e Bernardina, de 68 anos — comandam a Burin Alimentos Artesanais, que existe há três anos na área rural de Sobradinho.

Porém, desde muito antes, há mais de 20 anos, eles recebem o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) para o plantio e o cultivo de alimentos.

Depois de abrir a agroindústria por aconselhamento da empresa pública, Carla resolveu frequentar as aulas de processamento de alimentos oferecidos gratuitamente para agricultores familiares no Centro de Capacitação Tecnológica e Desenvolvimento Rural da Emater-DF.

A moradora de Sobradinho Carla Burin aprendeu a fazer produtos sem glúten e sem lactose

A moradora de Sobradinho Carla Burin aprendeu a fazer produtos sem glúten e sem lactose. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

 

Ela fez cursos de panificação e de geleias, mas se encontrou mesmo no de produtos diferenciados sem glúten e sem lactose. Com esse conhecimento, ela passou a produzir o pão de batata-doce, uma substituição ao tradicional pão de queijo.

A versão de Carla é vegana — ou seja, sem uso de produtos de origem animal — e sai do forno três vezes por semana.

“É uma tendência do mercado, não só para veganos. Muita gente procura esse tipo de alimento, como atletas e intolerantes à lactose”, diz a agricultora.

A renda da família dobrou com a venda do novo produto, que hoje é o principal da empresa. Eles atendem restaurantes, mercados e feiras.

Valorização da agricultura familiar do DF

A gerente do centro de capacitação da Emater-DF, Sandra Cristina de Sousa, destaca que o objetivo das capacitações é promover a segurança alimentar e nutricional para quem consome e aumentar a renda de quem vende.

“Quando encontra produtos artesanais, da agricultura familiar, o consumidor dá mais valor, mais do que ao industrializado.”

Há 17 cursos disponíveis, como laticínios, carnes, panificados, vegetais e hortaliças, produtos light, diet, sem lactose e sem glúten, geleias caseiras, biscoitos artesanais, molhos, temperos, alimentação saudável e aproveitamento integral dos alimentos.

Podem participar das aulas agricultores familiares assistidos pela Emater-DF. Até o fim do ano, serão abertas vagas também para o público urbano.

Os agricultores que tiverem interesse em participar devem procurar o escritório da Emater mais próximo à região administrativa em que fica a propriedade. São 18 unidades espalhadas por todo o Distrito Federal.

No site da Emater, é possível encontrar todos os cursos ofertados em agosto.

Seja o primeiro a comentar on "Emater-DF oferece aulas de produção de alimentos para agricultura familiar"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*