Investimentos do Governo ajudam a manter Campo Grande entre as melhores capitais do País

Investimentos do Governo ajudam a manter Campo Grande entre as melhores capitais do País

Levantamento da Consultoria Macroplan considerou como requisitos como educação, saúde, e segurança – áreas onde investimentos estaduais vêm sendo feitos para melhorar ainda mais a qualidade de vida da população

 

 

Os investimentos do Governo do Estado têm se refletido na melhoria da qualidade de vida dos campo-grandenses. Levantamento da Consultoria Macroplan aponta que a cidade – que no dia 26 completa 118 anos – está entre as melhores capitais do País para se viver. O ranking foi elaborado utilizando indicador sintético que resumiu 16 áreas em quatro prioritárias: educação, saúde, segurança e saneamento. Na Capital, recursos estaduais têm sido empregados para contribuir ainda mais para a melhoria dessas áreas.

Na classificação geral, Campo Grande aparece em sétimo lugar, à frente de 19 capitais brasileiras – como Porto Alegre (10°), Cuiabá (13°), Fortaleza (14°) e Natal (17°). Considerando-se resultados em determinadas áreas, sua posição é ainda melhor.

Quando se trata de segurança, a Capital sul-mato-grossense sobe para o 4° lugar. E essa é uma das áreas em que o governo segue fazendo investimentos maciços. Foram entregues pelo Programa MS Mais Seguro frota de 102 viaturas incluindo modelo Trailblazer resistentes, com tração 4×4 e câmbio automático. Elas foram direcionadas ao policiamento preventivo e ostensivo nos bairros e região central.

Já o Corpo de Bombeiros recebeu 38 novos veículos. Somente ambulâncias de resgate foram 10 unidades, além de quatro caminhões para combate a incêndios, quatro caminhões de salvamento, seis caminhonetes de salvamento, sete veículos para serviços técnicos, seis motos operacionais e uma Auto Plataforma Aérea.

O Corpo de Bombeiros recebeu 38 novos veículos. Somente ambulâncias de resgate foram 10 unidades.

As entregas foram feitas dentro da proposta do governador Reinaldo Azambuja de priorizar a segurança que deram origem ao Programa MS Mais Seguro. Em sua 4ª etapa, o programa já destinou R$ 76 milhões para reestruturação das forças policiais de todo o Estado. “Nós estamos fazendo um grande investimento porque a segurança pública é uma das prioridades do nosso Governo”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja na entrega para a Capital.

Com a nova frota e maior presença dos policiais nas ruas, começaram a cair os índices de criminalidade. No mês de junho, por exemplo, foi registrada redução de 29% nos roubos e furtos. Houve também aumento no número de prisões e recuperação de veículos.

Além das viaturas terrestres, o Governo investiu em uma aeronave para policiamento ostensivo e preventivo na Capital e arredores. Batizado de Harpia 1, o helicóptero modelo HS350 B3e Prefixo PT-GMS, que é considerada uma aeronave de alto desempenho e foi preparada e equipada para a atividade policial, já está atuando em operações e no reforço diário da segurança de Campo Grande.

Batizado de Harpia 1, o helicóptero modelo HS350 B3e Prefixo PT-GMS, é considerada uma aeronave de alto desempenho e foi equipada para a atividade policial.

Saúde e Educação

Na área da Saúde, o governo tem mantido investimentos em todos os hospitais da cidade. Os repasses em 2016 e 2017 foram de R$ 91 milhões e no período houve também do incremento de 28 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). O governo possibilitou ainda a conclusão do subsolo do Hospital do Câncer para exames e laboratório, além do térreo onde funcionarão a administração e consultórios, destinando recursos de R$ 1,2 milhão, além de mais R$ 1,6 milhão para a conclusão do Hospital do Trauma. Também articulou junto ao Ministério da Saúde a aquisição de um acelerador linear.

Ainda na Saúde, a Capital recebeu o maior programa de reestruturação com a Caravana da Saúde, pela qual foram realizadas 22 mil cirurgias entre oftalmológicas e de alta complexidade e 200 mil procedimentos, somando mais de 100 mil pessoas atendidas.

A Capital recebeu o maior programa de reestruturação com a Caravana da Saúde, pela qual foram realizadas 22 mil cirurgias e 200 mil procedimentos, somando mais de 100 mil pessoas atendidas.

No caso do saneamento, o serviço em Campo Grande é administrado por concessionária que é responsável também pelos investimentos e ampliação da rede. Já na educação, o repasse do Estado aos 60 mil alunos das 84 escolas da rede estadual de ensino na Capital foi de R$ 11,5 milhões em 2016 garantindo uniformes, material didático, merenda e locais adequados para o ensino. Foram R$ 3 milhões em kits escolares, R$ 1,2 milhão em uniformes, R$ 1,9 milhão em merenda, além de R$ 5,5 milhões em obras estruturais, como a reforma de escolas.

Infraestrutura

Além dos investimentos em Saúde, Educação e Segurança, o Governo do Estado tem dado suporte para obras de infraestrutura na Capital. Na primeira etapa do Programa Juntos por Campo Grande, foram repassados R$ 10 milhões que foram somados ao mesmo valor da administração municipal e destinados à recuperação de vias com o serviço de tapa-buraco.

O Governo investiu também na construção do prédio para o campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) – R$ 50,4 milhões -; na readequação da rotatória da avenida Mato Grosso com Via Parque (R$ 1,6 milhão) e no Polo Empresarial Miguel Letteriello (R$ 1,6 milhão).

Estão em andamento ainda obras de drenagem e pavimentação do bairro Aero Rancho (R$ 7,1 milhões); duplicação da Euler de Azevedo (R$ 16,1 milhões); revitalização do Núcleo Industrial Indubrasil (R$ 6,6 milhões) e a rotatória de acesso ao Outlet Premiun, no anel viário na BR-262 (R$ 1,5 milhão).

Seja o primeiro a comentar on "Investimentos do Governo ajudam a manter Campo Grande entre as melhores capitais do País"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*