Centro Especializado em Reabilitação recebe novos investimentos


Mais conhecido popularmente como Centro de Reabilitação Infantil e Adulto (CRI/CRA), o hoje Centro Especializado em Reabilitação (CER III) está passando por mudanças que vão muito além da sua nova nomenclatura. Além de uma grande remessa de brinquedos terapêuticos que inclui mais de 150 tipos recém-chegados à unidade, o centro está prestes a ganhar uma nova piscina, para complementar o tratamento fisioterápico dos seus pacientes. A novidade é significativa, pois os novos investimentos são aguardados há mais de dez anos.

Seus 190 profissionais se dividem em atividades como diagnóstico, tratamento, concessão, adaptação, manutenção de tecnologia assistiva, aconselhamento genético e o apoio diário aos familiares e pacientes com deficiência. Sua estrutura e serviços não por acaso transformaram-no ao longo dos anos em referência para a Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência no Estado, nos serviços de reabilitação auditiva, física e intelectual.

São mais de seis mil pacientes atendidos mensalmente, o que dá uma média de 18 mil procedimentos, levando-se em consideração que um mesmo paciente recebe mais de um tipo entre os atendimentos de fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, terapia ocupacional, psicologia, serviço social, médico e dentista, este último no momento apenas com orientação, até que os consultórios sejam reformados.

Com uma experiência de 27 anos de serviços, o aumento do número de casos com microcefalia, mais notadamente entre 2015 e 2016, foi mais um desafio sobre o qual a equipe se desdobrou. “A microcefalia é mais um dentre os problemas neurológicos que nós atendemos. Para a equipe, se somou ao que nós já enfrentávamos. Não foi nenhuma surpresa em termos de realização de trabalho, pois o CRI está sempre muito bem preparado e todos os profissionais são capacitados para atuar com qualquer problema neurológico”, atesta a fisioterapeuta e coordenadora do Setor de Reabilitação, Patrícia de Renoir, que supervisionava a montagem dos novos brinquedos durante a reportagem.

Patrícia está na unidade desde o início e fala com propriedade e emoção sobre o trabalho que ali é realizado: “Somos um centro de referência no Estado. São 27 anos funcionando, 27 anos dando orgulho para quem trabalha e levando esperança para quem vem ser atendido aqui. A gente tenta ao máximo oferecer todas as condições, principalmente para quem tem microcefalia. Temos profissionais de todas as áreas e todo mundo é especializado nisso. Além disso, temos aqui o calor humano e esperança”, afirma.

Fundado em 1990, o centro vinculado à Secretaria Estadual de Saúde do RN (Sesap) está recebendo investimentos do Governo do Estado há muito aguardados pela sua equipe multiprofissional e pelos pacientes e familiares. A obra da piscina já foi licitada pela Secretaria de Infraestrutura: a construtora vencedora será contratada dentro de 30 dias e a obra, orçada em cerca de R$ 1 milhão, tem seis meses para ser concluída pela ACF Construção.

Centro oferece à cadeirantes cadeiras de rodas diferenciadas

Em 2016 chegaram à unidade 3.100 cadeiras de rodas e de banho que estão sendo distribuídas entre os pacientes deficientes ou com mobilidade reduzida previamente cadastrados no período de 2012 a 2014. Em parceria com a Secretaria de Trabalho, Habitação e Ação Social (SETHAS) já foram entregues 2.440 cadeiras em Mossoró, Caicó, Pau dos Ferros e São José de Mipibu. Diariamente, este mês, estão sendo feitos mutirões para agilizar a entrega diária.

De acordo com o diretor da unidade, o fisioterapeuta Sarcinelli Avelino, o Rio Grande do Norte oferece um dos melhores tipos de cadeira para as pessoas com deficiência. O diretor explica o porquê: “São cadeiras exclusivas, individualizadas e adaptadas de acordo com a deficiência de cada paciente”, afirma.  O cuidado e atenção já começam na hora da prescrição pela equipe de Fisioterapia. Depois, quando as cadeiras chegam, se for preciso são feitos ajustes para o perfeito encaixe pelo cadeirante. Às vezes é preciso ajustar o encosto ou algum dos acessórios de acordo com o porte ou problema.

O centro tem mais atribuições. Também é o responsável pela entrega das bolsas para pacientes ostomizados de todo o Rio Grande do Norte. No mais recente processo licitatório por pregão eletrônico, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 3,1 milhões. “Temos uma equipe muito preparada e dedicada, que tem desafios diários. São profissionais que buscam sempre oferecer um atendimento humanizado para os pacientes e suas famílias que muitas vezes estão fragilizados pelos problemas”, afirma Sarcinelli.

Seja o primeiro a comentar on "Centro Especializado em Reabilitação recebe novos investimentos"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*