Missão capixaba a Manaus começa nesta segunda (28)


Nesta segunda (28), empresários e autoridades capixabas iniciaram as primeiras visitas da missão do Espírito Santo a Manaus, Norte do país. O objetivo é apresentar o polo de distribuição da Zona Franca de Manaus (ZFM) no Espírito Santo a empresas que já operam na ZFM.

Na programação, estão previstas visitas a empresas, coletiva de imprensa e também um encontro para cerca de 100 pessoas, entre empresários e autoridades capixabas e amazonenses, na Federação das Indústrias do Amazonas (FIEAM), na próxima quarta-feira (30).

A missão capixaba é realizada pela Terca, com apoio do Governo do Estado, e a comitiva retorna ao Espírito Santo no sábado (2). Entre os integrantes do grupo estão representantes da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), do Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Espírito Santo (Sindiex), do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística no Espírito Santo (Transcares) e do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades), de prefeituras, entre outras instituições.

“Nosso objetivo é mostrar as vantagens competitivas que os empresários encontram para investir aqui, atraindo negócios que gerem emprego e renda. Vamos mostrar as oportunidades que o Estado oferece, não só no polo da Zona Franca, que é o foco desta missão, mas também para outros setores da economia”, destacou o secretário de Estado de Desenvolvimento, José Eduardo Azevedo.

Armazém

O Espírito Santo está implantando um polo de distribuição de produtos industrializados da Zona Franca de Manaus (ZFM) no Estado. O entreposto está localizado no armazém da Terca, em Cariacica. A empresa venceu licitação realizada pelo Governo do Amazonas, após protocolo firmado com o Governo do Espírito Santo para instalar um polo da ZFM em território capixaba.

A estimativa da Terca é de que a criação do centro de distribuição de produtos da ZFM no Estado crie aproximadamente 120 empregos, sendo 30 diretos (parte deles já contratados) e 90 indiretos. O investimento deve girar em torno de R$ 2 milhões com adaptações (já iniciadas) do armazém.

“O polo fortalece a cadeia de distribuição e logística capixaba, contribuindo para o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida dos capixabas”, destaca o subsecretário de Estado de Logística, Transporte e Comércio Exterior, Neucimar Fraga.

Para o superintendente da Terca, Sidemar de Lima Acosta, a missão é uma importante oportunidade para atrair negócios. “Vamos apresentar as vantagens e os ganhos logísticos para os empresários amazonenses ao armazenarem seus produtos no entreposto capixaba e também aproveitamos para apresentar as empresas do setor logístico capixaba, mostrando que elas estão dispostas a promover uma negociação diferenciada e que torne o transporte de cargas de Manaus para o Espírito Santo mais vantajoso”, afirmou.

Vantagens e como funciona

Com a criação do polo da Zona Franca no Estado, o Espírito Santo ganhará movimentação portuária, aérea, de serviços de armazenagem e de transporte de cargas, mantendo e ampliando a geração de negócios, impostos, empregos e renda.

Os produtos industrializados na ZFM serão remetidos ao armazém capixaba, em Cariacica, com suspensão do ICMS, para daqui serem destinados à comercialização em qualquer ponto do território nacional ou à exportação.

Saiba mais

O Polo Industrial de Manaus completou 50 anos em 28 de fevereiro de 2017. Em 2014, o Congresso Nacional promulgou a Emenda Constitucional 83/2014, que prorroga os incentivos fiscais especiais da ZFM até o ano de 2073.

A ZFM é um modelo de desenvolvimento econômico implantado pelo governo brasileiro objetivando viabilizar uma base econômica na Amazônia Ocidental, promover a melhor integração produtiva e social dessa região ao país, garantindo a soberania nacional sobre suas fronteiras.

A ZFM compreende três polos econômicos: comercial, industrial e agropecuário. O industrial é considerado a base de sustentação da ZFM. O polo Industrial de Manaus possui aproximadamente 600 indústrias de alta tecnologia gerando mais de meio milhão de empregos, diretos e indiretos, principalmente nos segmentos de eletroeletrônicos, duas rodas e químico.

Entre os principais setores produtivos da ZFM estão: eletroeletrônicos, duas rodas, relojoeiro/joalheiro, metalmecânico, embalagens, químico, ótico, informática e de componentes eletrônicos.

Seja o primeiro a comentar on "Missão capixaba a Manaus começa nesta segunda (28)"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*