Ordem de serviço para asfaltamento da Estrada da Penal, em Porto Velho, é assinada

Lideranças de comunidades de produtores rurais foram à cerimônia


Confúcio Moura assina a ordem de serviço

Com obras já em andamento, a ordem de serviço para asfaltamento de 16 quilômetros da estrada RO 005, que é conhecida como Estrada da Penal, foi assinada, na manhã desta segunda-feira (28). Lideranças de comunidades produtores rurais da região foram à cerimônia, em frente ao Presídio Aruana, e comemoraram muito.

O asfalto é um sonho antigo das famílias que possuem chácaras na Estrada da Penal. Eles terão terra ainda mais valorizadas e poderão produzir mais alimentos, a vocação natural da região. Mas é motivo de comemoração, também, para agentes penitenciários, que transitarão por pista mais segura; alunos que vão para a escola e, até o hospital das Irmãs Marcelinas, afetado pela poeira durante o período de estiagem.

Parlamentares também foram à cerimônia e relataram que ouviram por muito tempo o pedido das famílias para que a estrada seja asfaltada.

Eles disseram que as comunidades ribeirinhas também participam da conquista, uma vez que o trecho que está em obras vai até o ponto em que é feito o cruzamento, pelo rio Madeira, para o distrito de São Carlos.

Os ribeirinhos gastam até oito horas na viagem para Porto Velho, vindo pelo rio. Pela estrada de terra o tempo é reduzido para pouco mais de uma hora.  Agora, transitando pelo asfalto, o tempo será reduzido e haverá mais conforto.

“Será asfalto de boa qualidade”, anunciou o governador Confúcio Moura antes de assinar a autorização para as obras.

A Construtora Amil, vencedora da licitação, mantém canteiro de obras com operários na região. Há ainda um trecho de 12 quilômetros, que está em fase adiantada de licitação. Os 31 quilômetros de asfalto devem estar prontos até o final do próximo ano.

No total, gastos R$ 21 milhões, dinheiro do estado.

Quando estiver pronto, o asfalto cobrirá o trecho que vai do Presídio Urso Branco até a escola Chiquilito Erse, na entrada do Ramal Aliança. O local dá acesso ao porto para onde convergem embarcações das comunidades do baixo rio Madeira.

O investimento feito para melhorar a estrutura da capital, segundo o governador Confúcio Moura, é uma forma de ajudar  a prefeitura municipal. “O estado dispõe de 65 máquinas pesadas para obras na cidade e vai adquirir ainda mais”, acrescentou o governador.

Para Confúcio, o asfaltamento deste trecho da Estrada da Penal vai oferecer mais segurança a quem trefega pela via, mas trará outros benefícios como a possibilidade da produção de alimentos ser ampliada e melhorar a qualidade de vida das famílias.

Ele citou outras obras realizadas na área de saúde e segurança, por exemplo, para acentuar que tudo é resultado de economia e gastos bem feitos. Os resultados, complementou, colocam Rondônia como notícia positiva na mídia nacional.

Seja o primeiro a comentar on "Ordem de serviço para asfaltamento da Estrada da Penal, em Porto Velho, é assinada"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*