Saúde mantém alerta sobre fatiados da marca Zaffari

Bactéria não representa um risco adicional, mas sua detecção é um avanço na vigilância de alimentos - Foto Divulgação

Os secretários estadual e municipal de Saúde mantêm o alerta para toda a população, em especial gestantes e imunodeprimidos, para não consumir produtos já adquiridos de fiambreria fatiados da marca Zaffari. Nessa quinta-feira (31) foi confirmada, por exame do Laboratório Central do Estado (Lacen), a presença da bactéria Listeria monocytogenes que pode causar danos à saúde individual e coletiva. 

Na coletiva de imprensa desta manhã de sexta-feira (1º) ficou, esclarecido que não há motivos para pânico, pois não existe uma epidemia da bactéria. A contaminação ocorreu em um lote específico de queijo fracionado na loja do Bourbon Ipiranga e, por medida de precaução, foi determinada a suspensão da comercialização dos produtos fatiados da marca Zaffari somente em Porto Alegre. Para retomar a venda de produtos, a rede precisa passar por nova fiscalização da Equipe de Vigilância de Alimentos (EVA) do município e novos exames devem ser feitos.

O secretário Gabbardo destacou que recentemente o Estado regulamentou a questão dos fatiados, o que representa um avanço e traz mais segurança e proteção à saúde da população no consumo destes alimentos. “Estamos tornando estas normas mais rígidas e reforçando os cuidados de manuseio destes produtos”. Segundo ele, o estabelecimento que não tiver condições adequadas para fazer o fatiamento deve comercializar produtos que já venham fracionados de fábrica.

O secretário Erno Harzheim explicou também que esta é a primeira vez que a bactéria Listeria foi detectada por exames aqui no Estado e que, até o momento, não há registro de nenhum surto de infecção alimentar em Porto Alegre. Ressaltou que a bactéria não representa um risco adicional, mas sua detecção é um avanço na vigilância de alimentos. A descoberta é fruto de uma investigação em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que fez o teste em cinco redes de supermercados em julho deste ano. Ele orienta os imunodeprimidos ou gestantes a procurarem um médico caso julguem necessário ou tenham algum sintoma da doença, como febre, que aparece de dias a semanas após o consumo do alimento contaminado. Harzheim também diz que o descarte dos produtos comprados deve ser adequado para não contaminar pessoas e animais.

Seja o primeiro a comentar on "Saúde mantém alerta sobre fatiados da marca Zaffari"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*