Testes do bafômetro aumentam 79% em São Luís e levam mais segurança ao trânsito

De janeiro a junho desde ano, mais de 23.527 veículos foram abordados em blitzen da CPRV no Maranhão. [Handson Chagas]


Sem hora ou lugar determinados, a blitz da Lei Seca realizada em ruas e avenidas de grande movimentação da capital, pela Companhia de Policiamento Rodoviário Militar (CPRV Ind.), tem ajudado a tirar de circulação veículos irregulares, motoristas sem habilitação e os que tentam infringir a proibição do uso de álcool ao volante.
No primeiro semestre de 2017, foram realizadas 111 operações de fiscalização da Lei Seca na Região Metropolitana de São Luís, com 21.495 testes de etilômetro, também conhecido como bafômetro, para medir a quantidade de álcool no sangue. O número representa um aumento de 79% em relação ao mesmo período de 2016, quando foram realizados 12.028 testes.

O contador Denis Malone conta que o teste colabora para segurança de motoristas e pedestres [Handson Chagas]

O contador Denis Malone conta que o teste colabora para segurança de motoristas e pedestres [Handson Chagas]

A fiscalização é aprovada por pessoas como o motorista Leandro dos Santos Pereira, que foi parado em uma blitz realizada na Avenida dos Franceses nesta semana. “Sempre passo aqui e olho a blitz parando os motoristas e averiguando suas documentações. É uma ação muito importante porque identifica quem realmente pode dirigir sem causar riscos aos outros”, diz.O contador Denis Malone conta que o teste do bafômetro colabora para segurança de motoristas e pedestres. “É sempre bom olhar o trabalho realizado pela polícia porque inibe ações como o tráfico de drogas e torna o trânsito mais tranquilo. Não é certo você pagar pelo erro dos outros, que é o que acontece quando um motorista bêbado não é parado e causa algum acidente”, afirma.

Realizadas regularmente, inclusive nos fins de semana, as operações da CPRV fazem testes de etilômetria, averiguam do licenciamento dos veículos, identificação de restrições de roubo, furto e indícios de falsificação de documentos e porte de armas e drogas, além de contribuir com as campanhas educativas de outros órgãos estaduais.

Wesley Fernandes aprova as operações porque tiram de circulação motoristas que estão dirigindo de forma irregular [Handson Chagas]

Wesley Fernandes aprova as operações porque tiram de circulação motoristas que estão dirigindo de forma irregular [Handson Chagas]

“Sempre realizamos ações educativas com o apoio do setor de Educação para o Trânsito do Detran dentro das próprias blitzen de fiscalização. Durante as abordagens, os PMs da companhia realizam orientação com entrega de panfletos e ações nos bares com a operação Direção Certa”, conta o subcomandante da CPRV, capitão Alejandro Elias Mouchrek Jaldin.

“Além de todo o trabalho de fiscalização, a CPRV também faz blitzen exclusivamente educativas, principalmente em faixas de pedestres; ministra palestras em escolas; auxilia no isolamento de vias para eventos; faz escolta de autoridades e de grandes eventos como Romaria”, completa o capitão Jaldin.

Apreensões

De janeiro a junho deste ano, mais de 23.527 veículos foram abordados em blitzen, resultando no aumento de 111% em relação ao mesmo período do ano passado, indo de 225 para 475 este ano.

Documentações duvidosa são averiguadas de dentro das viaturas para agilizar a identificação de infrações [Handson Chagas ]

Documentações duvidosa são averiguadas de dentro das viaturas para agilizar a identificação de infrações [Handson Chagas ]

Outro dado importante alcançado pela companhia foi o aumento de 200% das apreensões em geral – foram 18 em 2016 e 54 em 2017 -, com destaque maior para veículos com notificação de furto e roubo e documentos com indícios de falsificação.Wesley Fernandes ganha a vida como autônomo e conta que, além da fiscalização de estilometria, as blitzen ajudam na segurança dos motoristas independentes.  “Não bebo enquanto trabalho, mas acredito muito no poder dessas blitzen porque não só o motorista é revistado. Os passageiros também são, em caso de suspeita, e isso dá uma segurança para mim também porque sei que o passageiro que estou levando não me causa nenhum risco”, comenta.

Até agora, as blitzen de 2017 registraram a apreensão de duas armas de fogo, 10 armas brancas e 25 documentos falsificados. Também foram recuperados 16 veículos.

O sargento Edenilson Furtado, líder de uma das quatro equipes da CPRV, diz que “as medidas administrativas mais comuns aplicadas pelas equipes são as remoções de veículos e recolhimento de CNHs, procedimento adotado para impedir a continuidade das infrações de trânsito”.

CPRV

A CPRV Ind. é uma unidade especial da Polícia Militar, criada pelo Governo do Estado, por meio de um convênio entre o Detran e a PM, para exercer o policiamento ostensivo nas rodovias estaduais, disciplinar e fiscalizar o tráfego, com o objetivo de promover maior segurança aos cidadãos maranhenses.

Seja o primeiro a comentar on "Testes do bafômetro aumentam 79% em São Luís e levam mais segurança ao trânsito"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*