Em entrega de kits, GEA anuncia nova redução de casos de dengue, zika e chikungunya

Kits para teste rápido de Zika Vírus passam a ser distribuídos pela SVS mensalmente - Foto: Júlio Miragaia

Indicadores alcançados permitem que municípios acessem novos recursos do Ministério da Saúde

A entrega para nove municípios de kits de testes rápidos do zika vírus na manhã desta quinta-feira, 21, pela Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS) – vinculada à Secretaria de Estado de Saúde – acontece num momento de redução expressiva das endemias em todo o Estado.

A redução dos casos confirmados de zika chegou a 97%, enquanto que os casos de dengue reduziram 61% e os de febre por chikungunya caíram 21%. Outro dado importante é que em 2017 não foi registrado nenhum caso de microcefalia no Amapá.

Os indicadores positivos permitiram também aos municípios a autorização pelo Ministério da Saúde do repasse referente à segunda parcela do Piso Variável de Vigilância em Saúde para as ações contingenciais e preventivas para o controle do Aedes aegypti.

A SVS fez pela primeira vez a distribuição dos kits para os seguintes municípios: Macapá, Santana, Oiapoque, Calçoene, Amapá, Porto Grande, Laranjal do Jari, Pedra Branca e Serra do Navio.

“A partir dessa data, teremos um avanço no diagnóstico desses vírus, pois em poucos minutos o município poderá definir localmente os casos negativos e encaminhar para confirmação no Lacen os casos positivos”, ressaltou o diretor do Laboratório Central de Saúde Pública do Amapá (Lacen), Nahon Galeno.

De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde do Amapá, Dorinaldo Malafaia, os números demonstram que as ações realizadas pelo Governo nos últimos anos tiveram efeitos positivos e garantiram a melhoria da saúde e da qualidade de vida da população.

“O trabalho conjunto entre gestores, profissionais e a conscientização da população sobre a importância de tomar medidas preventivas para evitar as doenças é fundamental para que o Amapá hoje esteja vencendo a luta contra a dengue, o zika e a febre por chikungunya”, destacou o gestor.

Dengue
Os dados da SVS apontam, até a semana epidemiológica nº 35 – que vai de 1º de janeiro até 2 de setembro de 2017 – foram contabilizados 1.150 casos suspeitos de dengue no Estado. No mesmo período em 2016, as notificações chegaram a 2.941. Ou seja, houve redução de 51% de casos suspeitos.

Já os casos confirmados de Dengue em 2017 foram 742 e no mesmo período do ano passado foram 1.521, o que indica uma redução de 61% dos casos. O maior número de ocorrências este ano se deu entre janeiro e junho, com 717 casos.

Chikungunya

Os casos de febre por contaminação pelo Chikungunya também tiveram uma significativa redução no comparativo entre 2016 e 2017. Segundo a SVS, foram 424 casos suspeitos este ano, contra 848 casos no ano passado, o que indica redução de 50%.

Já os casos confirmados foram 119 este ano, contra 151 casos no ano passado, uma redução de 21%.

Zika

Porém a queda em maior intensidade do número de casos suspeitos e confirmados é com relação ao zika vírus. Entre janeiro e setembro deste ano foram 80 casos suspeitos. Em 2016, as notificações foram 829. Os números indicam uma redução de cerca de 90% dos casos no Estado.

Nos casos confirmados, a redução chega a 97%, com 7 casos em 2017, sendo que em 2016 foram 308 casos.

Avaliação

O diretor executivo de Vigilância em Saúde, Emanuel Bentes, considerou que os resultados foram obtidos através do trabalho qualitativo empreendido pelo Núcleo de Vigilância Ambiental da SVS.

“São números fantásticos e resultado de um amplo trabalho que é executado pelo Núcleo de Vigilância Ambiental com técnicos altamente capacitados e empenhados a desenvolver ações de supervisão e de avaliação constante dos municípios. Estimulando e orientado quanto as melhores estratégias a serem desenvolvidas para que possamos efetivamente controlar a população do mosquito Aedes aegypt, impedir o seu nascimento e estimular os municípios a cumprirem com as normas e diretrizes do programa nacional de controle do Aedes”, avaliou Bentes.

Seja o primeiro a comentar on "Em entrega de kits, GEA anuncia nova redução de casos de dengue, zika e chikungunya"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*