Começa a construção do sétimo reservatório de água de São José


A entrada em operação deste reservatório está prevista para o Verão 2019, ampliando o abastecimento não apenas para o Forquilhinhas, mas também Potecas, Forquilhas, Flor de Nápolis, Picada do Sul, Sertão do Maruim e Distrito Industrial.

Como o local fica em uma área muito elevada, foi necessário rever o projeto inicial e prever um reforço das fundações, o que está sendo feito neste momento. Um conjunto de outros investimentos, porém, já está alterando o abastecimento de São José.

O reservatório da Rua Irineu Comelli, com capacidade de 1 milhão de litros, desde o Verão passado já abastece moradores de parte do Centro Histórico, da Fazenda do Santo Antônio e da Ponta de Baixo. O reservatório do Monte Cristo, em obras desde 2017, tem sua conclusão prevista para julho de 2018, quando beneficiará o Kobrasol, Campinas e Barreiros.

Somente em reservatórios o município receberá mais 14 milhões de litros, ou seja, 140% a mais de reserva de água. São José tem atualmente cinco reservatórios e ficará com sete até o final do próximo ano.

“Os reservatórios, as melhorias de rede com novas ligações prediais e a instalação de macromedidores para controle mais efetivo do consumo e redução das perdas vão trazer a tranquilidade esperada no sistema de abastecimento do município”, diz o engenheiro Fábio Krieger, gerente de Construção da empresa.

Macromedidores e novas redes

Os investimentos passam também pela implantação de novas redes e instalação de macromedidores (equipamentos para controle de vazão da água). Só na instalação de seis macromedidores, o investimento da Casan foi de R$ 250 mil. Para aproveitar a revitalização da Rua Heriberto Hulse foram substituídos 6.746 metros de rede, retirando a tubulação antiga, de menor diâmetro e instalada em uma profundidade que dificultava a manutenção. A obra nesta via permitiu a implantação de 250 novas ligações prediais.

Também as redes nas ruas João José Martins e Antonio Jovita Soares estão em processo de substituição, num investimento de R$ 633.429,00 para beneficiar quase 2 mil economias.

Grande adutora

A obra mais importante para o Sistema de Abastecimento de Água de São José, mas, é o terceiro e último trecho da adutora de 1.200mm, que será entregue antes do Verão. “Esta obra vai resolver as intermitências no abastecimento registradas com frequência nas áreas mais altas da cidade”, observa o engenheiro Joel Horstmann, gerente operacional da Superintendência Regional Metropolitana.

“Somando os sistemas de água e esgoto, estamos investindo mais de R$ 80 milhões no município”, diz o diretor-presidente da estatal, Valter José Gallina. “No Estado, é o segundo maior aporte de recursos da Companhia, atrás somente de Florianópolis”.

Modernização da Estação de Potecas

Outro investimento em São José, a obra de revitalização da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Potecas, também está no fim. O investimento de R$ 3 milhões está permitindo a limpeza, a recuperação e execução da hidráulica dos quatros reatores; o redimensionamento do sistema de chegada do esgoto nos reatores, a recuperação e impermeabilização dos canais de distribuição do efluente, a troca da cobertura dos reatores (nova cobertura flutuante, em lona rígida de Polietileno de Alta Densidade PEAD) e a construção de prédio para abrigar uma centrífuga com capacidade de desidratar 70 metros cúbicos de lodo por hora. A obra prevê ainda melhorias no acesso de veículos aos reatores.

Além de melhorar a eficiência da estação, as mudanças permitem o confinamento de gases e o controle do odor que era motivo de queixas frequentes dos moradores das proximidades. A Casan trabalha com a expectativa de conclusão das obras até dezembro deste ano.

Seja o primeiro a comentar on "Começa a construção do sétimo reservatório de água de São José"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*