Portugal teve o outubro mais quente dos últimos 87 anos

Além do calor, a seca atinge 100% do território continental do paísLuís Forra/Lusa

O mês de outubro de 2017 foi extremamente seco e excepcionalmente quente em Portugal. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), foi o mês de outubro mais quente dos últimos 87 anos (desde 1931), com a média da temperatura do ar cerca de 3°C acima do valor normal.

Ainda de acordo com o IPMA, a média da temperatura máxima foi a mais alta desde o ano de 1931, cerca de 5°C acima do valor normal. Já a temperatura mínima teve uma média superior ao normal em cerca de 1°C.

Em outubro ocorreram duas ondas de calor que abrangeram grande parte do território do continente, com exceção das regiões do litoral. A primeira onda de calor, entre os dias 1º e 16, foi uma das mais longas registradas no mês de outubro.

Em relação às chuvas, o mês de outubro classificou-se como extremamente seco, com 30 % do valor normal. Este mês foi o mais seco dos últimos 20 anos.

De acordo com o índice meteorológico de seca – PDSI, no final do mês de outubro, todo o território de Portugal continental estava em situação de seca severa (que atingiu 24,8% da área) e extrema (75,2%) .

Aviso amarelo

Hoje (28) , cinco distritos portugueses entraram em alerta amarelo devido à previsão de períodos de chuvas fortes e trovoadas em alguns locais. O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que há situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Os distritos de Évora, Faro, Setúbal, Lisboa e Beja estarão sob aviso amarelo a partir das 15h de hoje.


Seja o primeiro a comentar on "Portugal teve o outubro mais quente dos últimos 87 anos"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*