Banco Central prefere não sinalizar próximos passos na definição da Selic

Banco Central divulga Boletim Focus às segundas-feiras com estimativas do mercado financeiro para a economiaAntonio Cruz/Agência Brasil

Por conta das incertezas relacionadas à economia brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) optou por não sinalizar os seus próximos passos. Na última semana, o comitê decidiu manter a taxa básica de juros, a Selic, em 6,5% ao ano.

“Em termos de sinalização futura, todos concordaram que o maior nível de incerteza da atual conjuntura recomenda se abster de fornecer indicações sobre os próximos passos da política monetária”, diz a ata da reunião, divulgada hoje (26) pelo Banco Central, em Brasília.

Seja o primeiro a comentar on "Banco Central prefere não sinalizar próximos passos na definição da Selic"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*