DELEGAR: VOCÊ SABE ?

Professor da FGV dá 8 dicas para se delegar com tranquilidade

Todo mundo conhece alguém que concentra muitas coisas no trabalho ou na vida pessoal. Que prefere o próprio resultado a investir no resultado alheio. Normalmente são pessoas de liderança, com alto nível de exigência ou insegurança.O professor de MBA da fundação Getúlio Vargas, Luciano Salamacha, especialista em estratégia empresarial explica que essas pessoas são tipos de profissionais opostos, mas que seguem numa mesma direção: excesso de trabalho, preocupação e performance comprometida !

O professor explica que DELEGAR vem do latim, dar confiança, dar poder ao outro, dar a alguém a capacidade de fazer o que você faria . Mas esse ato para muitas pessoas é um verdadeiro martírio. Motivo de insônia, alucinação, criação de fantasias pessimistas sobre o resultado. Pára tudo !!!!

Para Salamacha delegar é, antes de mais nada, um ato de desprendimento e lista 8 itens para um gestor delegar com sucesso.

1- Delegar é jamais projetar a culpa no outro. O gestor tem que assumir inteiramente a responsabilidade, nunca se eximir dela. Um chefe que culpa o subordinado por um erro da missão, não sabe gerir.

2 – Delegar é acompanhar o processo em várias fases, fazer o follow up.  Nada adianta a pessoa delegar, esquecer e cobrar, a isso o mercado chama de delargar.  Saber atribuir, é antes de mais nada, estar conectado ao que foi dado .

3- Delegar é avaliar quem está recebendo a responsabilidade, se tem capacidade de assumir o compromisso,  preparo,  qualificação e merecimento.

4- Delegar é avaliar se a carga, a estrutura, prazo, as condições da empresa e da equipe para executar a tarefa são ideais para que a pessoa possa cumprir o que foi delegado.

5- Delegar por etapas é mais eficiente. Dessa forma, uma transição de forma suave, com desenvolvimento pessoal do gestor e da outra parte envolvida tem mais chances de ser absorvida por todos.

6-  Delegar é um processo evolutivo  da equipe e do gestor. Tire boas lições disso para experiências futuras.

7- Delegar é evitar o totalitarismo, não seja radical. A pessoa que está recebendo a missão tem que sentir confiança no gestor. A delegação não pode ser um fardo, um teste de “vida ou morte“, pois pode terminar em  maus resultados.

8 – Delegar é ter confiança em si mesmo como gerente. Tenha a sua volta pessoas leais, mas acima de tudo competentes. Ao contrário que o inseguro pensa, o bom resultado do subordinado, pode elevar ainda mais seu papel de líder, e lhe render também bons resultados na avaliação.

Salamacha diz que ao delegar a pessoa muda, incrementa, permuta o papel nas atividades. Delegar é um ato de bondade, de desprendimento, uma relação de confiança que, se bem conduzida, pode faze-lo crescer na empresa, nas relações pessoais, na vida.

Luciano Salamacha
Luciano Salamacha é doutor em Administração e mestre em Engenharia de Produção. Preside e integra conselhos de administração de empresas brasileiras e de multinacionais, atuando como consultor e palestrante internacional.
É professor da Fundação Getúlio Vargas em programas de pós-graduação, também é professor de mestrado e doutorado no Brasil, na Argentina e nos EUA. Recebeu da Fundação Getúlio Vargas o prêmio de melhor professor em Estratégia de Empresas nos MBA’s, por sete anos seguidos.
É um dos raros professores que fazem parte do “Quadro de Honra de Docentes”, da FGV Management. Luciano Salamacha é autor de livros e artigos científicos publicados no Brasil e no exterior. Foi pioneiro na América Latina em pesquisas sobre Neuroestratégia – neurociência aplicada à estratégia empresarial. O livro apresentado aqui é fruto destas pesquisas.
Mais informações sobre Luciano Salamacha no site www.salamacha.com.br e no seu canal www.dicadosalamacha.com.br

Seja o primeiro a comentar on "DELEGAR: VOCÊ SABE ?"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*