Obesidade é a maior demanda nos consultórios de Nutrição

NutriCoaching preparou dicas infalíveis para quem deseja perder peso, com saúde e sem sofrimento. O que você está esperando para começar agora mesmo?

Nove em cada dez pacientes atendidos na NutriCoaching tem como demanda principal o emagrecimento, seja para o tratamento do sobrepeso ou da obesidade. Mas será que as pessoas conhecem, de fato, as consequências disso para a saúde? Além de poderem alterar parâmetros normais dos índices laboratoriais, como perfil lipídico, glicemia, insulina, hormônios tireoidianos, função hepática, função renal e outros, a obesidade e o sobrepeso geralmente sobrecarregam as articulações, trazendo dores nos joelhos, nas perna e nos pés, instalando uma dificuldade de locomoção e da pratica de exercícios físicos. Além disso, a obesidade é uma doença inflamatória. Então, o corpo pode apresentar dores generalizadas por agravar inflamações já pré-existentes.

De acordo com Enaile Arrais, nutricionista da NutriCoaching, clínica brasiliense que trabalha com o conceito de Nutrição Comportamental aliado ao Coaching, é importante ficar alerta quando os parâmetros laboratoriais começarem a se elevar – não deixar para buscar ajuda e tratamento apenas quando já estiverem elevados. “Será mais complicado e difícil de voltarem ao normal se eles estiverem muito alterados. E também quando perceber que os movimentos e exercícios triviais estão ficando limitados ou estão sendo realizados com muitas dores e muito cansaço”, afirma a nutricionista.

Alertas para o problema – Serve como alerta também quando sinais e sintomas clínicos estão se alterando e tornando a rotina mais confusa e bagunçada. Por exemplo, a rotina do sono (a obesidade pode provocar insônia, roncos, qualidade ruim do sono; logo, a pessoa acorda mais cansada) e o ritmo intestinal (normalmente a obesidade traz constipação ou diarreias recorrentes).

Como a Nutrição pode contribuir? – A Nutrição é fundamental para diminuir o quadro inflamatório do paciente, tratando corretamente a saúde do intestino, trabalhando na eliminação dos possíveis gatilhos da doença em cada indivíduo. “Com uma correta educação nutricional, um trabalho de comportamento alimentar adequado e uma construção de novos hábitos alimentares, o paciente conseguirá controlar o peso, amenizar os sinais e sintomas clínicos e laboratoriais e melhorar seu estilo de vida de maneira efetiva”, avalia Enaile.

Estudos e experiência pratica particular mostram que 95% das pessoas que começam uma dieta para controle do peso voltam a atingir o mesmo peso de quando começaram o tratamento ou até mais. Logo, o caminho que tem se mostrado  mais adequado e duradouro para o controle do peso e a obesidade são a reeducação alimentar e a introdução de hábitos saudáveis no estilo de vida. Dentro de hábitos melhores, o paciente conseguirá seguir um protocolo alimentar de maneira mais fácil, pelo tempo e maneira necessários ao tratamento.

Tratamento multidisciplinar – Um tratamento multidisciplinar é fundamental para o controle da obesidade, uma vez que ela promove uma inflamação sistêmica no organismo e várias funções podem ficar comprometidas. E também analisando as possíveis origens da doença, encontra-se o processo da compulsão alimentar. Entre os profissionais envolvidos neste tratamento estão nutricionista, psicólogo, psiquiatra, ortopedista, endocrinologista, medicina preventiva e nutrólogo. “Na NutriCoaching, contamos com uma equipe composta por profissionais de Nutrição, Endocrinologia e Medicina Preventiva. Nas demais áreas, dispomos de excelentes parceiros”, finaliza.

 

Dez dicas da NutriCoaching para combater a obesidade:

1 – Aumentar ingestão de frutas e verduras;

2 – Aumentar a variedade das frutas e verduras consumidas. O ideal é ingerir, pelo menos, 1 fruta e 1 verdura diferente por dia;

3 – Ingerir cerca de 2 litros de água por dia;

4 – Incluir a rotina de atividade física no dia a dia. Ter freqüência e ritmo adequado dessa atividade. No mínimo três vezes na semana, praticar algum esporte ou modalidade que goste;

5 – Evitar adoçar os sucos de frutas e vitaminas. Para isso, buscar utilizar fontes adequadas para adoçar: açúcar de côco, néctar de côco, mel;

6 – Evitar acostumar o paladar com muito açúcar, tanto adicionado às preparações quanto o consumo de sobremesas e doces em geral;

7 – Restringir o consumo de sobremesas e doces, não ultrapassar 2 ou 3 vezes na semana;

8 – Planejar-se para dormir mais cedo: por volta das 22 horas;

9 – Jantar refeição, como no almoço ou omeletes com salada ou sopas, e não optar por lanches (tapioca, cuscuz, sanduíches, biscoitos e etc);

10 – Evitar consumo frequente em fast-foods e consumo de produtos industrializados: biscoitos recheados, pães, refrigerantes, macarrão instantâneo, sucos industrializados e vários outros. Procurar consumir alimentos mais naturais.

Sobre a NutriCoaching – Fundada em 2015, a Nutricoaching é uma empresa que trabalha com o conceito de Nutrição Comportamental e utiliza como uma de suas ferramentas o Coaching Nutricional. É certificada pela maior empresa de Coaching Nutricional do mundo, a Precision Nutrition. Sua proposta é melhorar a efetividade dos processos de emagrecimento de seus clientes, entregando resultados mais consistentes e perenes. Entre os serviços da empresa estão o Programa Nutricoaching, consulta nutricional, consulta de Medicina Preventiva e Endocrinologia, exame de bioimpedância, além do curso de Coaching Nutricional para Nutricionistas.

 

SERVIÇO:

NutriCoaching

End.: SHCSW 305 Centro Clínico Sudoeste, sala 246. Sudoeste, Brasília-DF Telefones: 61 3879-2004 / 999230707

Site: www.nutricoaching.co

E-mail: contato@nutricoaching.co Instagram: @nutricoachingco

 

Seja o primeiro a comentar on "Obesidade é a maior demanda nos consultórios de Nutrição"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*