Oracle divulga resultados globais para primeiro trimestre fiscal de 2019

A Oracle Corporation (NYSE: ORCL) anunciou hoje os resultados do primeiro trimestre do ano fiscal de 2019. As receitas totais foram de US$ 9,2 bilhões, um aumento de 1% em dólares americanos e de 2% em moeda constante, em comparação com o primeiro trimestre do ano anterior. As receitas totais de serviços de cloud e licenças de suporte mais licenças de cloud e software para instalação no local subiram 2% para US$ 7,5 bilhões. As receitas de serviços de cloud e licenças de suporte foram de US$ 6,6 bilhões e as receitas de licenças de cloud e software para instalação no local foram de US$ 867 milhões. Sem o fortalecimento do dólar americano, comparado com moedas estrangeiras, as receitas totais GAAP e não-GAAP relatadas da Oracle seriam US$ 66 milhões mais altas e o lucro por ação (LPA) seria 1 centavo mais alto.

O lucro operacional GAAP subiu 1% para US$ 2,8 bilhões e a margem operacional GAAP foi de 30%. O lucro operacional não-GAAP subiu 1% para US$ 3,8 bilhões e a margem operacional não-GAAP foi de 41%. O lucro líquido GAAP subiu 6% para US$ 2,3 bilhões e o lucro líquido não-GAAP subiu 10% para US$ 2,8 bilhões. O lucro por ação GAAP subiu 13% para US$ 0,57, enquanto o lucro por ação não-GAAP subiu 18% para US$ 0,71.

As receitas diferidas de curto prazo subiram 2% para US$ 10,3 bilhões, em comparação com o ano passado. O fluxo de caixa operacional subiu 5% para US$ 15,5 bilhões nos últimos 12 meses.

“Tivemos um início excelente com o lucro por ação não-GAAP do primeiro trimestre crescendo 19% em moeda constante”, disse a CEO da Oracle, Safra Catz. “Essa forte taxa de crescimento do lucro por ação aumenta minha confiança de que teremos outro ano fiscal com crescimento de dois dígitos do lucro por ação não-GAAP”.

“A maioria dos aplicativos de ERP executados na nuvem são de sistemas Oracle Fusion ou Oracle NetSuite”, disse o CEO da Oracle, Mark Hurd. “No primeiro trimestre, aumentamos nossa participação de mercado, porque os clientes continuaram a comprar o Oracle ERP Cloud para substituir seus atuais sistemas de SAP e Workday ERP. O número de clientes do Oracle ERP Cloud já está próximo de 5.500 e o número de clientes do NetSuite ERP é maior que 15.000. Virtualmente, todos os analistas classificam a Oracle como líder de mercado em ERP na nuvem”.

“O banco de dados autônomo da Oracle já está disponível em nossa infraestrutura de nuvem ‘Bare-Metal’, altamente segura, de segunda geração”, disse o CTO da Oracle, Larry Ellison. “O banco de dados autônomo da Oracle é mais rápido, mais fácil de usar, confiável, seguro e com custo menor do que os bancos de dados da Amazon. E a Oracle é o único banco de dados que pode se reparar automaticamente enquanto é executado para proteger seu sistema contra roubos de dados. Essas são apenas algumas das razões porque a Amazon usa do banco de dados da Oracle para operar seus negócios”.

O Conselho de Administração aumentou a autorização para recompras de ações em até US$ 12,0 bilhões. O Conselho de Administração também declarou um dividendo trimestral em dinheiro de US$ 0,19 por ação, para portadores de ações ordinárias em circulação. Esse dividendo será pago aos acionistas registrados até o final do expediente de 16 de outubro de 2018, com data de pagamento prevista para 30 de outubro de 2018.

Seja o primeiro a comentar on "Oracle divulga resultados globais para primeiro trimestre fiscal de 2019"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*