Transtorno de dependência à internet e aos computadores

O uso abusivo de computadores e de aparelhos eletrônicos com acesso à internet vem crescido vertiginosamente nos últimos anos. Atualmente é um pecado de 8 a 10% da população brasileira

O uso prolongado destes aparelhos interfere nas interações sociais, pessoais e familiares das pessoas. 

“Complicações como dependência do uso da internet e prejuízos na qualidade e quantidade do sono, pelo impacto direto via iluminação da tela, têm sido cada vez mais reconhecidos e estudados”, adverte Fernando Morgadinho, médico, professor adjunto de Neurologia da Universidade Federal de São Paulo e diretor da Academia Brasileira de Neurologia (ABN). “O prejuízo na quantidade do sono se dá pelo uso, muitas vezes compulsivo de computadores, em sites de relacionamento pessoal, jogos ou pesquisas virtuais. Hoje em dia reconhecemos o Transtorno De Dependência à Internet e o Vício Eletrônico, que são alterações psiquiátricas com a prevalência crescente. Nestes casos a adição leva a uma perda de sono proposital para manter o vício”.

Por outro lado, esses aparelhos eletrônicos emitem muita luz azul. Este espectro de luz inibe muito a liberação de melatonina, que é um hormônio importante na indução do sono. Pessoas com uso de aparelhos eletrônicos conectados ou não à internet, com tela acessa perto da hora de dormir, têm um risco grande de piorarem o sono.

Não há definição precisa sobre um limite seguro de horas para a utilização diária do computador. Morgadinho informa que alguns autores descrevem que o uso acima de duas horas por dia após o horário escolar pode ter impacto no sono de adolescentes.

Entretanto, a quantidade ideal ou segura para o uso do computador vai depender de vários fatores como a opção profissional de cada pessoa, por exemplo. Assim, o limite do uso de horas é difícil de se estabelecer. Relevante é saber reconhecer os sinais de alerta que caracterizam o abuso e provavelmente a dependência. Comece a pensar duas vezes, caso se encaixe nos itens abaixo:

  • Gasta as horas de sono para ficar no computador;
  • Sempre fica mais tempo conectado do que pretendia;
  • Perdeu amigos ou recebe queixas de familiares sobre o tempo que passa conectado;
  • Prejuízo no desempenho ou na produtividade no trabalho devido à Internet;
  • Fica irritado quando alguém atrapalha enquanto está conectado;
  • Tenta reduzir a quantidade de tempo conectado e não consegue;
  • Fica deprimido e nervoso quando não está  conectado e isso desaparece quando volta a estar ligado. ​

Neste caso há a necessidade de procurar ajuda de um profissional especializado.

Normalmente, segundo Morgadinho, é recomendável que se evite o uso de computador, tabletes, celulares e outros aparelhos duas horas antes de dormir.

Outra alternativa que diminui o risco para o prejuízo do sono é o uso de filtros de luz azul nas telas ou diretamente no aparelho. Nesta situação, é minimizado o impacto da iluminação da tela na liberação da melatonina

Seja o primeiro a comentar on "Transtorno de dependência à internet e aos computadores"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*