Metroviários do DF decidem por manutenção da greve

A liberação de R$ 300 milhões pelo Ministério das Cidades vai permitir expansão da linha laranja. Foto: Tony Winston/Agência Brasília 27.3.2015

Em assembleia realizada na noite deste domingo (26/05), os metroviários do Distrito Federal, decidiram pela manutenção da greve por tempo indeterminado. Apesar do esforço feito pelo Governo do DF para atender a pauta da categoria, a proposta encaminhada na última sexta-feira (24/5), com a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017/2019, na íntegra até 1° de abril de 2020, e o aumento de 4,67% no Vale alimentação e no reembolso da parcela do plano de saúde, sequer foi colocada em votação pelo Sindmetrô. 

O posicionamento do Sindmetrô na noite deste domingo foi bastante antagônico ao discurso que sua diretoria vem apresentando nas últimas semanas. Segundo a diretora de Comunicação e Mobilização, Renata Campos, a greve dos metroviários tem, como um dos objetivos, a manutenção do acordo coletivo de trabalho da categoria. No entanto, pela segunda vez consecutiva, o GDF apresenta proposta contemplando a manutenção integral do ACT, e a mesma é rejeitada pelo Sindmetrô.

“É lamentável que a postura do Sindmetrô seja recorrente em não se interessar em negociar com a companhia, tendo conduzido a categoria para a deflagração prematura do movimento grevista, e agora, negando aos empregados do Metrô, o direito de decidir sobre seu próprio futuro, rejeitando a proposta do governo, sem que a mesma fosse colocada para deliberação da categoria”, afirmou o presidente do Metrô-DF, Handerson Cabral.

Para o presidente, o posicionamento do sindicato foi bastante radical e autoritário, mas, acima de tudo, desrespeitoso com os servidores do Metrô e com os usuários do transporte público no Distrito Federal. “Infelizmente o que o cidadão está enfrentando neste momento tem sido muito mais um instrumento de política para atacar o governo do que necessariamente para defender os interesses dos servidores”, disse Handerson Cabral. 

O Metrô-DF lamenta os transtornos enfrentados pela população e reitera seu firme compromisso na prestação de um serviço, eficiente, pontual e seguro.

Seja o primeiro a comentar on "Metroviários do DF decidem por manutenção da greve"

Faça um Comentário

Seu endereço de email não será mostrado.


*